Presidente da Liga-SP aposta na visão estratégica do carnaval e faz capacitação e gestão de jurados

 

 

A Liga das Escolas de Samba de São Paulo trabalha para a melhora do carnaval da cidade. Desde novembro, a gestora Lydia Rey participa do planejamento estratégico de capacitação do corpo de jurados para o carnaval de São Paulo e de sua gestão. No pré-carnaval foram diversas etapas. Na primeira, as reuniões de estudo foram feitas para criar e avaliar o manual oficial do julgador de 2014, sempre com a participação da equipe técnica da Liga e lideranças das escolas de samba de São Paulo do Grupo Especial e Acesso.

– Em 2012, eu já tinha participado desse processo. Voltei e adoro, porque é um desafio enorme e também a continuidade de uma aprendizagem. Agradeço ao presidente Serginho – afirmou Lydia Rey, que é gestora cultural e psicóloga. 

Ela contou como funcionou todas demais fases do processo. – Avaliamos diretrizes de trabalho, orientações sobre o julgamento, critérios de julgamentos dos quesitos e concessão de notas e justificativas. Na segunda fase, o mais importante foi o trabalho com as notas: critérios bem cuidados, havendo uma distinção entre erros pequenos, médios e grandes. Na terceira etapa, foi a qualificação dos coordenadores do curso de jurados. Na quarta etapa, foi o curso dos jurados para cada quesito. Na quinta etapa, criamos um plano estratégico de trabalho com os coordenadores dos cursos de jurados e os jurados. Concluindo, acredito como psicóloga, ter contribuído para uma melhor qualificação de todos, antecipando possíveis ruídos, antes do espetáculo acontecer, possibilitando um resultado positivo e qualitativo – explicou Lydia.

Para o futuro, a ideia é realizar ainda mais ações. – Após o carnaval nós sentaremos com a Liga-SP e o presidente Serginho pra fazermos uma avalição e já criarmos as estratégias para o trabalho em 2015. Ele tem início, meio e fim, está super bem cuidado, tem 120 pessoas envolvidas nesse processo, entendo que foi um ganho para o carnaval de São Paulo. A curto prazo ações, como a revista Almanaque do Samba de SP, que fala de cada escola, apresenta detalhes dos projetos sociais e etc, trarão resultados qualitativos e surpreendentes – afirma Lydia Rey.

Também atuando como psicóloga, Lydia Rey enaltece a visão estratégica da Liga-SP na contratação do seu trabalho. –  É um pensamento contemporâneo. Essa linguagem subjetiva de como o processo cerebral e as emoções acontecem em todos os segmentos, qualifica o resultado, principalmente, para o corpo de jurados que define quem será a campeã do carnaval.

Comente: