Presidente da Portela nega greve, mas reconhece atraso de salário

O presidente da Portela, Nilo Figueiredo, negou em entrevista ao site CARNAVALESCO que houvesse greve de funcionários no barracão da escola. O dirigente foi categórico, não escondeu que existe a dívida com os funcionários, mas garantiu que pagará assim que tiver os recursos disponíveis.

– Não existe greve nenhuma. Tá todo mundo trabalhando aqui no barracão. Só estou esperando o dinheiro entrar para pagar todo mundo: funcionários e fornecedores – disse ele, no fim da tarde desta terça-feira.

A informação da greve no barracão da Azul e Branco de Oswaldo Cruz foi divulgada pelo jornal O Globo nesta terça.
 

Comente