Presidente da Riotur descarta não haver rebaixamento em qualquer grupo do carnaval carioca

Durante a coletiva para apresentar a infraestrutura para o Carnaval de Rua 2012, o secretário Especial de Turismo e Presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, afirmou que vai haver rebaixamento em todos os grupos do carnaval carioca.

– Não existe possibilidade nenhuma de não acontecer rebaixamento – frisou o secretário.

Sobre os problemas com os barracões das escolas do Grupo Especial e todas do Acesso, ele deu a seguinte explicação:

– A prioridade é realocar essas escolas que vão ter que sair dos barracões, que estão localizados nos espaços que a prefeitura do Rio vendeu para obras do Porto Maravilha. As escolas que invadiram ou não estão nesses espaços não são prioridade no momento. Nós estamos conversando com todos os envolvidos e a promessa é que ninguém vai ser despejado da noite para o dia. Ainda estamos arrumando a nova área que conseguimos para escolas dos grupos A e B, que fica na Avenida Brasil. Estamos limpando tudo, porque estava cheio de lixo e entulho.

Sobre o Carnaval de Rua de 2012, Antonio Pedro contou que chegaram 476 pedidos de blocos. Os autorizados vão ser conhecidos no dia 10 de janeiro. Para 2012, vão ser disponilizados 15 mil espaços para serem utilizados como banheiros (vão ser 8 mil banheiros químicos), 1000 controladores de tráfego e 80 UTIs móveis. O lema será "Viva um carnaval com harmonia". A decoração da Avenida Rio Branco, no Centro do Rio, e da Princesa Isabel, na Zona Sul, será inspirada nos carnavais do início do século passado. A estimativa de gasto é de R$ 15 milhões, que vão ser bancados pela iniciativa privada.

Comente: