Presidente da União da Ilha considera colocação da escola injusta

O presidente da União da Ilha, Ney Filardis, disse que nao ficou feliz com o resultado da apuração. "A escola vem crescendo a cada ano e acredito que poderíamos, ao menos, ficar entre as seis primeiras. Apesar do nosso último carro não ter apresentado a iluminação, as alegorias estavam belíssimas e a gente fica triste pela escola não ter levado nenhum 10 em alegorias. Também fiquei com a impressão de que o julgamento de conjunto foi muito 'abstrato'."

Perguntado se os pontos descontados tinham algum responsável, Ney disse que prefere não queimar ninguém e assumir a responsabilidade. "Mas vamos estudar as notas e justificativas para corrigir os erros  visando o próximo carnaval", afirmou, além de garantir que, daqui a dois anos, quando seu mandato acaba, ele não pretende tentar a reeleição.

Sobre o futuro, o presidente da escola da Ilha do Governador contou que pretende fazer mudanças na escola, sempre com o objetivo de reforçá-la. "O Alex (de Souza, carnavalesco) continua conosco, mas pretendo contratar um diretor de evolução, pois temos apenas uma pessoa pra cuidar de harmonia e evolução da escola atualmente", concluiu.