Presidente de honra da Caprichosos anuncia que escola vai desfilar no Carnaval 2018

caprichosos_desfile_28022017dsc_0167-copyA Caprichosos de Pilares, que enfrenta processo judicial e sem subvenção da Prefeitura, ameaçou não desfilar em 2018, mas a direção bateu o martelo neste sábado e anunciou a decisão: a agremiação desfilará pela Série C do carnaval carioca com recursos próprios. De acordo com a presidente de honra, Juliana Leandro, a decisão de desfilar partiu principalmente em respeito à história da instituição. Ela frisou que a família Leandro não foi a responsável por colocar a azul e branco de Pilares na situação em que se encontra.

– Vamos desfilar contra tudo e contra todos. As pessoas não têm dimensão do nosso trabalho. Vamos colocar recursos próprios, mas estaremos na Avenida. Vamos desfilar sob qualquer circunstância. Os verdadeiros torcedores não merecem passar por isso. As pessoas, que estão se escondendo através de uma tela de computador, não podem julgar quem está dentro da escola. E também com a ajuda de todos, que se mobilizaram em prol do amor que sentem pela escola. A mobilização foi geral, toda ajuda será bem-vinda e recebida com gratidão. – desabafou a presidente.

Por problemas na documentação, devido a ação judicial que define os rumos da presidência da agremiação, a escola não recebeu a subvenção da prefeitura do Rio de Janeiro destinada para filiadas à Liesb e que desfilam na Intendente Magalhães. Caso optasse por não desfilar, precisaria ficar afastada por dois anos da passarela de desfiles.

Novos contratados

Faltam 22 dias para o desfile e a Caprichosos anuncia os novos contratados. Lico Monteiro assume o microfone oficial, Cristiano Amendoim, a direção de carnaval. Henrique Bianchi é novo diretor geral de harmonia. A escola tinha anunciado a chegada de Helcio Paim, carnavalesco da Unidos da Tijuca, porém, em contato com o CARNAVALESCO, a presidente de honra da Caprichosos pediu para informação ser retirada do ar, por uma solicitação da assessoria da Tijuca.

O carnaval de 2018 marca o retorno da família Leandro ao poder. O atual presidente Carlos é filho do ex-presidente Alberto Leandro e neto de Fernando Leandro também ex-presidente da escola.