Projeto independente cria um jornal mensal sobre a Beija-Flor de Nilópolis

Um projeto capitaneado pela assessoria de imprensa da Beija-Flor, em parceria com o jornalista Aydano André Motta, gerou o nascimento de um jornal mensal com notícias sobre o cotidiano e as novidades da azul e branco de Nilópolis. "O Beija-Flor" tem lançamento nesta quinta e tiragem de cinco mil exemplares em sua primeira edição. O periódico não terá aporte financeiro da escola, mas de parceiros independentes captados no mercado.

Responsável editorial pelo projeto, Aydano André Motta contou ao CARNAVALESCO como veio a ideia de elaboração do jornal. – A ideia inicial partiu da assessoria da escola, através da Natália Louise. Eu ajudei a conceituar e começamos a produção do primeiro exemplar. A proposta é que toda primeira quinta do mês, no ensaio em Nilópolis, seja apresentada uma nova edição – explica.

O nome "O Beija-Flor" remete à maneira como os antigos integrantes da escola ainda chamam a agremiação, com o artigo no gênero masculino, ao contrário dos dias de hoje. Aydano adianta aos leitores do CARNAVALESCO o conteúdo da primeira edição do periódico. – A matéria de capa é sobre o Cabana, autor do primeiro samba da história da escola. Teremos também uma grande entrevista com o Laíla e matéria sobre a escolha do samba – afirma o jornalista.

Militando na imprensa carnavalesca há quase três décadas, Aydano André Motta afirma que outras agremiações podem seguir o mesmo caminho da Beija-Flor. – Muitas escolas tem condição de fazer um jornal nesses moldes, o que falta às vezes é o interesse das próprias em divulgar a si mesma. É diferente das tradicionais revistas institucionais. Para se ter uma ideia estamos recebendo propostas de parceiros interessados em patrocinar em um número bem superior ao que esperávamos. As escolas de samba são as marcas mais poderosas do carnaval – salienta Aydano.