Rei da Feijoada chega na Ilha e prepara evento com renda revertida para escola

Por Amanda Rocha

Neste domingo, a União da Ilha realizará a “Feijoada do Rio”, assinada pelo chef Thiago Castro com participação de Suzi Clementino. A escola que esse ano tem o enredo “Brasil Bom de Boca”, receberá em sua quadra a partir das 13h, grandes nomes da culinária brasileira, show do grupo Samba Arte, e da dupla sertaneja Tony e Gustavo. Além, é claro da bateria 40 graus, comandada por mestre Ciça, e Ito Melodia cantando os sambas antigos da escola. Para completar o time de atrações, o Cordão do Bola Preta marcará presença no evento.

Em entrevista ao site CARNAVALESCO, o chef Thiago Castro contou que seu amor pelo carnaval é antigo, e que a ideia da feijoada surgiu como forma de retribuição a tudo que o carnaval proporcionou a ele. Disse também que toda a renda arrecadada no evento será revertida para a escola pagar suas despesas logísticas.

thiago_castro– Eu quis devolver de alguma forma ao carnaval, tudo aquilo que ele me deu. Como todos sabem da minha história, eu sou formado na faculdade, fiquei na França um bom período, voltei, montei minha empresa, e comecei a trabalhar com eventos coorporativos, com casamentos, jantar, e aí o carnaval aparece na minha vida juntando aquilo que eu sempre gostei, que é o samba, que são as escolas de samba, com a gastronomia que é aquilo que eu escolhi para sobreviver, aquilo que me dá prazer de fazer. E, ao longo desses cinco anos, a gente vem trabalhando nas feijoadas das escolas, e quando a Ilha vem com esse enredo da gastronomia, fazendo inclusão com o samba, mostrando que o samba é inclusivo, desde o começo eu estava com vontade de me aproximar da escola, só que infelizmente os compromissos profissionais e com os eventos que eu já tinha assumido, essa vontade não aconteceu, mas graças a Deus, aos 45 do segundo tempo, em conversa com alguns chefs, em conversa com o Severo (Luzardo, carnavalesco), a gente conseguiu formatar esse evento. Queria deixar bem claro que ele é 100% sem custo, não existe custo para a escola, existe uma série de patrocinadores que estão bancando o trabalho, estão bancando os produtos, e que a gente vai fazer desse evento, que a escola consiga pagar a parte logística de carregadores do desfile dela. Me sinto realmente muito gratificado, muito feliz de alguma forma estar ajudando a escola a entregar o desfile falando daquilo que eu escolhi para sobreviver – disse.

Thiago reforçou que o evento não tem nenhum fim lucrativo para ele e que tudo está sendo feito por amor ao carnaval e que será um momento de celebração.

– Eu propus a escola que fizesse uma feijoada para 1.500 pessoas, toda ela sem custo para a escola, através desse recurso que será arrecadado, a escola vai pagar a parte de logística do desfile, a parte de carregador, de montagem, e de ônibus, ou seja, tudo que ela precisar para poder fazer a parte de logística. Vão ter quatro linhas de estação com feijoada e graças a Deus a gente vai contar com um gama de chefs, tanto do Rio de Janeiro, tanto de fora do estado, do Brasil todo na verdade, quase 80 chefs que vão desfilar na Ilha, vão estar presentes na feijoada. É um momento de celebração, é aquele momento que você falar assim ‘Ufa! Eu consegui!’, tanto para a escola, tanto para mim pessoal, graças a Deus eu sou muito realizado naquilo que eu escolhi fazer, abdiquei muito de outras oportunidades na minha carreira de chef por acreditar no carnaval – comentou.

O chef teceu elogios a administração da Ilha e ao carnavalesco Severo Luzardo pelo trabalho que exercem na escola.

– Eu nunca tinha feito feijoada na Ilha, uma escola que é 100% família, uma escola que é administrada por um presidente que realmente é diferenciado na condução da agremiação. Em todas as conversas que eu tive com o carnavalesco, me mostrou ser um cara que realmente em pouco tempo vai estar explodindo para ganhar um título pelo especial, é um cara talentosíssimo, um cara com uma autoestima muito pra cima, fala reto, fala com personalidade daquilo que faz, daquilo que precisa, e isso é superimportante, é muito necessário no Carnaval. Se a gente conseguiu fazer esse casamento, se dá a uma pessoa chamada Suzi Clementino, que é uma das chefs que me apresentou ao Severo, e ao Severo Luzardo por ser esse artista que vai encantar a Sapucaí com um enredo que vai deixar realmente todo mundo com água na boca – afirmou.

Thiago falou um pouco sobre a relação da feijoada com o carnaval, e disse que cada escola tem sua peculiaridade quando o assunto é o prato.

– É além de histórica, além de ser uma história muito linda que é a chegada dos negros no Rio de Janeiro, e toda aquela história que envolve culturalmente o prato. Eu faço feijoada em muitas escolas, e cada uma tem a sua peculiaridade, cada escola tem a sua tradição, isso é muito lindo, manter isso, porque você vê que a feijoada pode ser em lugares diferentes. Vai comer feijoadas completamente diferentes, com su peculiaridade, aquele seu ingrediente diferenciado que mostra a raiz da escola. É isso que eu faço questão de manter e faço questão de estar junto nesse resgate, claro, colocando o âmbito mais profissional, colocando uma produção realmente, porque hoje as escolas não recebem mais aqueles públicos pequenos de tempos atrás, de só as suas comunidades, hoje as escolas recebem pessoas de outros lugares, de outros estados, e outros países. Lembrando sempre que a feijoada é o balsamo do sambista, não existe roda de samba não existe samba, não existe uma festa que tenha samba enredo se não tiver uma feijoada – explicou.

Confira as informações do evento:

Horário: a partir das 13h
Entrada: R$ 25 (já incluso um prato de feijoada)
Mesas: por ordem de chegada
Faixa etária: livre
Informações: 3396-8169
A quadra da União da Ilha está localizada na Estrada do Galeão 322, Cacuia – Ilha do Governador