Renascer ainda não sabe se vai abrir ou fechar os desfiles de domingo

0 Flares 0 Flares ×

Um dos assuntos debatidos na última plenária da Liga Independente das Escolas de Samba realizada após o carnaval foi o fato de a Renascer de Jacarepaguá, atual campeã do Grupo de Acesso A, não abrir os desfiles do Grupo Especial em 2012. Apesar do assunto ainda não ser tratado de forma oficial pelas partes interessadas, o Carnavalesco foi saber dos presidentes de Renascer e Porto da Pedra como eles analisam a questão.

Antonio Carlos Salomão confirmou que o tema foi tratado na plenária em que as agremiações receberam o caderno com as justificativas dos jurados, mas garante que Renascer está preparada para qualquer hipótese:

– Foi assunto na plenária sim, mas ainda não há nada de oficial, pelo menos não fui comunicado de nada. É tradição. A escola que sobe abre o desfile. É indiferente para a Renascer isso. Se tivermos que fechar ou abir o desfile, faremos sem nenhum problema. Estamos preparados.

No caso da Renascer não abrir o desfile de domingo, ela encerraria a noite que houvesse sete escolas, já que em 2012 serão 13 agremiações no Grupo Especial. Com isso, sobraria para a Porto da Pedra, oitava colocada em 2011, a missão de abrir a segunda noite de desfile. O presidente do Tigre de São Gonçalo não esteve presente na plenária, pois estava viajando, mas garantiu que o assunto será debatido:

– No dia da plenária, infelizmente, eu tive que cumprir compromissos em São Paulo. A Porto da Pedra foi representada pelo vice-presidente Moisés Carvalho. Ainda não estou totalmente por dentro do que foi tratado para ter uma posição mais segura. Caso isso ocorra nós vamos discutir – disse Francisco José Marins.

Presente na plenária, o vice-presidente da Vermelho e Branco de São Gonçalo explica o que realmente aconteceu:

– Não houve proposta oficial. Foram levantadas algumas possibilidades, já que em 2012 haverão 13 escolas. Somente especulação. Ainda não tenho visão formada que efeitos isso poderá trazer para a Porto da Pedra, mas teremos uma reunião em que esse certamente será debatido – revelou Moisés Carvalho.

A última vez que uma escola oriunda do Grupo de Acesso A no Carnaval anterior não abriu os desfiles aconteceu em 2006, quando a Rocinha, campeã do Grupo A em 2005, foi a segunda a desfilar no domingo de Carnaval e acabou voltando ao desfile de sábado no ano seguinte.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×