Renascer de Jacarepaguá: ‘samba de 2016 garante andamento bem tranquilo’, diz mestre

Caminhando para o quarto carnaval seguido na função de comandar a "Bateria Guerreira" da Renascer de Jacarepaguá, mestre Dinho Santos aumentará o contingente de ritmistas da agremiação vermelha e branca para o próximo carnaval. Em conversa com a reportagem do site CARNAVALESCO, o mestre fala sobre o julgamento 2015, gravação do CD 2016 e revela como são os preparativos e benefícios para a bateria através de um samba escolhido por encomenda.
 
A Renascer de Jacarepaguá, pelo terceiro ano consecutivo, optou por encomendar um samba-enredo para o trio de compositores Claudio Russo, Moacyr Luz e Teresa Cristina, deixando, portanto de realizar a tradicional disputa de sambas-enredo na agremiação. Mestre Dinho aponta que a escolha da escola beneficia o planejamento de preparação da bateria para o carnaval.
 

– Esse ano apresentaremos duas bossas. Temos uma pronta que é como uma brincadeira de criança, mas é segredo. Vamos deixar guardado, pois ainda vamos testar melhor. Serão 250 ritmistas no ano que vem, mas ainda não sei ainda qual será a fantasia. Estudamos cedo a linha melódica para criar os desenhos de terceira, tamborim, bossas e ajustes com a diretoria, depois vamos só pontuando – explica.

Em busca da pontualidade máxima no próximo carnaval, a bateria retomou no início de julho os ensaios para 2016. – A bateria está me agradando pelo fato dos ritmistas chegarem mais cedo. No primeiro ensaio recebemos um contingente de 70 pessoas, o que é incomum para a época do ano numa bateria do Acesso. Estou bastante satisfeito com isso, pois podemos trabalhar tecnicamente com mais tranquilidade. O samba vai proporcionar também a oportunidade de virmos com um andamento bem tranquilo, em torno de 143, 144 BPM (batidas por minuto) que não vai ficar arrastado. Vamos trabalhar bastante andamento e a parte técnica que fazemos até o último ensaio antes do desfile com todos os naipes separados com seus diretores, através das células de condução rítmica do samba, e as viradas de primeira, segunda, as bossas e todos os detalhes que abrangem o conjunto – disse o mestre.

* APRENDA AQUI O SAMBA DA RENASCER PARA 2016


 
Com sambas encomendados, a agremiação de Jacarepaguá nos três últimos carnavais recebeu elogios e prêmios da crítica especializada pela qualidade das obras. Em 2015, o samba-enredo “Candeia – Manifesto ao povo em forma de arte” conquistou, entre outros prêmios, o ESTRELA DO CARNAVAL, oferecido pelo site CARNAVALESCO, como melhor samba da Série A. – Esses compositores tem uma linha de composição diferenciada da maioria dos sambas das outras escolas. São três anos com eles e três linhas melódicas diferentes. A primeira vez que ouvi o samba pensei que pudesse ter alguma dificuldade na segunda parte do samba. Na estrofe que vem antes do refrão, a melodia tende a jogar o samba para bem mais dolente, mas já me adiantei com um recurso na bateria que faz o samba crescer nessa hora – contou mestre Dinho.

* VEJA AQUI FOTOS DA GRAVAÇÃO DO SAMBA DA RENASCER
 
Julgamento de 2015
 

Dos 40 pontos possíveis, a bateria de mestre Dinho recebeu em 2015 um total de 39,8, através das notas 9.9/10/10/9.9. Dinho comentou o atual modelo de julgamento utilizado pelos jurados: – Discordei totalmente, porque fui penalizado com um décimo no primeiro módulo por falta de peso no surdo de primeira. Eu como músico entendo que de repente o julgador achou que a afinação estava alta. Porque falta de peso realmente não ficou claro. No segundo módulo, o julgador achou que as afinações da primeira e da segunda estavam parecidas e discordo totalmente disso porque eu trabalhei a minha vida inteira no carnaval fazendo afinação. Fiz afinação no Império Serrano, na Inocentes de Belford Roxo, fazia aqui na Renascer, antes de me tornar mestre de bateria, e é uma das coisas que eu mais me preocupo. O fato de eu estar do lado de fora da bateria me ajudaria muito mais a evitar esse problema, porque meu ouvido não está poluído pelo grave ou pelo agudo. Não estou lá dentro escutando aquele “zumzumzum” o tempo inteiro, de fora fica tudo limpo, por isso, discordo do jurado, mas respeito. Não vou brigar com jurado. Até fiz um trabalho depois do carnaval com esse mesmo jurado e evitei tocar no assunto carnaval, para não criar qualquer tipo de polêmica. A afinação da casa é a afinação da casa, isso não muda para 2016, ela existe desde 2005. Eu tenho plena convicção que na bateria de 2015 havia diferenciação de tom de primeira, para segunda e terceira. Acredito que julgar é uma posição difícil. 

Em 2016, a Renascer de Jacarepaguá será a sexta escola a desfilar na sexta-feira, 05 de fevereiro, com do enredo: "Ibejís – Nas brincadeiras de criança: Os orixás que viraram santos no Brasil…", do carnavalesco Jorge Caribé.