Renascer surpreende e faz desfile de superação

Por Eduardo Fonseca

renascer_desfile_2018_25O cenário antes do desfile era de desconfiança, mas a Renascer de Jacarepaguá provou o contrário ao pisar na Sapucaí, nesta sexta-feira. Quinta escola a desfilar, ela fez uma bela e surpreendente apresentação. Destaque para o samba-enredo que teve um rendimento muito bom e para o casal de mestre-sala e porta-bandeira. A agremiação encerrou seu desfile com 54 minutos.

Samba-Enredo

Um dos sambas mais bem avaliados da safra da Série A, a obra da Renascer, cantada por Diego Nicolau, teve um ótimo desempenho no desfile. Esse ano, Diego teve a responsabilidade de cantar o samba sozinho, já que nos anteriores dividiu os vocais com Evandro Malandro, que foi para a Cubango. O cantor soube conduzir o desfile com maestro e sempre muito bem alinhado com a cadência da bateria de mestre Dinho.

renascer_desfile_2018_43

Fantasias

renascer_desfile_2018_47-3Bom acabamento no conjunto de fantasias. Destaque para os guardiões do casal de mestre-sala e porta-bandeira e a primeira ala ‘Exuberante flora amazônica’. As asas deram um belo movimento na Avenida. Outro ponto a ser destacado foram as alas “Canção do amor” e “Melodia sentimental”. A primeira predominantemente rosa e a segunda, azul com lilás.

Casal

O casal formado por Luiz Augusto e Patrícia Cunha desfilou com a fantasia ‘A beleza da Flora amazônica’. O figurino  teve detalhes com dois tons de verde e com borboletas na saia da porta-bandeira e nas costas do mestre-sala. O casal fez uma bela coregrafia e foi bastante aplaudido nas cabines de jurados. A apresentação durante todo o desfile, sem dúvida, foi um dos ponto altos do desfile.

renascer_desfile_2018_21

renascer_desfile_2018_17-2Comissão de frente

A comissão, que teve como tema ‘Os sons da floresta”, coreografada por Tony Tara, trouxe os animais da floresta como, onça, macaco, jacaré, sapo e índio. Como figura central, o próprio maestro Heitor Villa-lobos. A proposta da comissão era trazer elementos cenográficos que iriam se transformar na Avenida. De fato houve a transformação. Ao chamado do maestro as personagens saiam das árvores. Os personagens nos módulos 1, 2 e 3 no final da coreografia não sabiam em qual elemento iriam entrar. A fantasia da onça tinha uma falha de acabamento, era possível ver o corpo do integrante da comissão.

renascer_desfile_2018_59Alegorias

As alegorias da Renascer ajudaram a contar de forma clara a história do enredo. Porém, foi identificada uma falha de acabamento em um dos tucanos na parte da frente da segunda alegoria. Na última alegoria a escultura não representou de forma adequada o homenageado Villa-Lobos.

Harmonia

Apesar do bom rendimento do samba-enredo, o canto foi apenas satisfatório. Destaque para ala “Tucano-toco” que apresentou o melhor rendimento no canto dentro do desfile.

renascer_desfile_2018_77Evolução

A Renascer evoluiu de maneira tímida. Embora, as duas primeiras alas tenham apresentado boa evolução, as demais alas evoluíram de forma irregular durante o desfile.

Enredo

O enredo da Renascer de Jacarepaguá teve uma boa leitura. Fantasias e alegorias de fácil entendimento, exceto pelas alas 1, 2 e 3 que tinham a mesma tonalidade e dificultou o entedimento das informações das alas.