Rocinha apresenta porta-bandeira e define sambas eliminados

0 Flares 0 Flares ×

Quem aproveitou o domingo para curtir um samba em família na quadra da Acadêmicos da Rocinha não se arrependeu. Às 16h, o pagode já rolava solto no “2° Mocotó das Passistas” da Acadêmicos da Rocinha, evento realizado pela Ala de Passistas da escola. Ao som do grupo Pretensão, os convidados puderam saborear um gostoso mocotó preparado pela Ala das baianas da agremiação.

A noite esquentou ainda mais quando a bateria Ritmo Avassalador, sob o comando de mestre Maurão, começou a tocar. Todos os segmentos da escola pararam para assistir à apresentação do novo casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diogo Fran e Ana Carolina Valle. Com um sorriso enorme no rosto, Ana Carolina parecia dançar sobre as nuvens.

O início da primeira eliminatória esquentou ainda mais o clima na quadra. Todas as 14 parcerias se apresentaram e a expectativa pelo resultado era evidente no rosto de cada compositor. – Nós estávamos um pouco apreensivos quanto à primeira apresentação pois sabemos que tem sempre um peso especial, mas acho que passamos bem, tivemos um bom entrosamento com a bateria – explicou Luiz Thiago, um dos compositores do samba de n°7.

Às 21h45 todas as obras já tinham passado pelo palco. Faltava só a decisão da direção de carnaval sobre quem seguia e quem seria cortado. Após uma reunião realizada pela direção da escola, ficou decidido que seguem na disputa: Samba 1, Samba 3, Samba 4, Samba 6, Samba 7, Samba 9, Samba 10, Samba 11, Samba 13 e Samba 14.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×