Rocinha será palco de edição do Jungle Fight

 

O coro vai comer na quadra da Acadêmicos da Rocinha no próximo sábado, dia 21 de janeiro.  Mas desta vez não será a bateria Ritmo AvassaladoR quem irá ditar o rítmo. Uma parceria realizada entre a escola de samba e o presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail, vai trazer para a Princesinha da Zona Sul no próximo final de semana, a 35ª edição do Jungle Fight – maior evento de MMA (artes marciais misturadas) da América Latina.


Criado em 2003 pelo ex-lutador de jiu-jitsu e MMA brasileiro, e hoje presidente do evento, Wallid Ismail, teve sua primeira edição em Manaus, na Amazônia e desde 2008 vem realizando diversas etapas no Rio de Janeiro. “Quero consolidar o Jungle no Brasil, dar oportunidades para a galera da comunidade. Pretendo fazer grandes edições do Jungle nas comunidades carentes. Desejo popularizar o esporte. Faremos um grande trabalho na Rocinha, como fizemos na Mangueira e na Cidade de Deus, e o expandiremos para o país inteiro. Meu foco hoje é o Brasil”, afirmou Wallid.


Quem for até a quadra da agremiação vai poder assistir a final do GP até 93kg, entre o brasileiro Kleber Orgulho e o argentino Emiliano Sordi. Orgulho garantiu vaga na briga pelo cinturão ao vencer o também brasileiro João Paulo, em dezembro do ano passado. Além da luta os torcedores vão poder acompanhar de perto a nova rainha de bateria da Rocinha, Isabele Gianazza que fará sua estréia como “ringue girl”.


No ensaio da próxima quinta-feira, dia 19/1, a direção da escola irá sortear 10 pares de convites entre os componentes da escola.