Rodrigo Pacheco: ‘Calamos a boca de muita gente na Avenida. Até o falso independente’

Por Vinicius Vasconcelos

Após ver a Mocidade Independente de Padre Miguel retornar ao sábado das campeãs, que já não acontecia há 14 anos, o vice-presidente Rodrigo Pacheco conversou com a equipe do site CARNAVALESCO sobre o Carnaval 2017 e o futuro da estrela guia de Padre Miguel.

happy_hour_rodrigo_pacheco_04012017-12– Nosso carnaval saiu como planejado, mas é óbvio que ficamos com gostinho de quero mais, estávamos bem perto do título e foi uma disputa boa décimo a décimo. Tudo estava do jeito que projetamos e agora é trabalhar mais um pouquinho para chegar até o campeonato. Nós calamos a boca de muita gente, sempre pensei em responder aos ataques na avenida e foi o que fiz o ano inteiro, aceitei calado muita coisa, engoli muita gente, muito falso ‘independente’, que se diz Mocidade, mas no final das contas torce contra. E o resultado que apresentamos na avenida foi a resposta que cada um desses merecia – disparou.

Sobre ter sido um dos poucos votos contra o não rebaixamento de uma agremiação para Série A de 2018 o vice-presidente afirmou não temer represália, e que apenas concordou com o que manda o regulamento

– Não temo represália nenhuma. A Mocidade fez a opção pelo certo que é seguir o regulamento já existente e que foi aprovado em plenária, nada além disso. Não criamos nenhum detalhe diferente e nem possibilidades novas, queríamos somente que fosse cumprido o regulamento. Mas também não existe mágoa e nem problema algum em relação a isso por parte da Mocidade. Vivemos em democracia e pela votação a maioria decidiu pela manutenção das 12 escolas.

rodrigo_pacheco_vice_mocidade051016Pouco tempo após o resultado na quarta-feira de cinzas, a Mocidade anunciou renovação de grande parte dos seus profissionais. Porém, o mestre-sala Diogo Jesus não foi um deles. Pacheco explicou que algumas atitudes de Diogo colaboraram para que o mesmo não fizesse mais parte do quadro da escola. Agora, a escola contratou Marcinho, que dançou na Curicica em 2017.

– Foi por opção do profissional Diogo Jesus. Ele já demonstrava através de atitudes e atos que não tinha mais interesse em permanecer conosco. Eu só não esperava que fosse antes do sábado das campeãs. A partir do momento que o profissional se desliga da escola publicando em rede social, não seria coerente e salutar que deixássemos ele desfilar conosco num momento de comemoração – finalizou.

A Mocidade Independente de Padre Miguel terminou na segunda colocação do carnaval carioca com o enredo “As mil e uma noites de uma Mocidade pra lá de Marrakech”, elaborado pelo carnavalesco Alexandre Louzada.