Rosas de Ouro conquista o público com um bom desempenho, mas comete deslizes após bateria sair do recuo

0 Flares 0 Flares ×

rosas-de-ouro-89A Rosas de Ouro chegou mordida ao Anhembi para desfilar em seu último ensaio técnico. A escola amargou um décimo primeiro lugar em 2016, e respondeu aos críticos de plantão com samba no pé e bom desempenho. O carnavalesco André Machado chegou a dizer durante a preparação, que a Rosas de Ouro estava com sede de vitória, “para mostrar aos críticos que a escola está mais viva do que nunca, e que isso se dá graças a ajuda de toda a comunidade”.

Durante o ensaio técnico, houve alguns deslizes após a saída da bateria do recuo. Um desencontro de samba e bateria, causado por oscilações no andamento, mas que a escola ainda pode corrigir em seus ensaios. Ainda assim, a Rosas veio com garra, cantando forte o samba, embalados pelo intérprete Royce do Cavaco, que mostrou porque é o grande condutor do carro de som. Ele falou do ensaio com o CARNAVALESCO.

banner_holiday

rosas-de-ouro-93– Esse é o momento da gente sentir o clima de como será o nosso carnaval. Aqui é a antecipação do nosso desfile, e há sempre um pequeno detalhe ou outro a ser acertado. Se tiver coisas a acertar é uma coisa ou outra, porque a escola evoluiu bem, está cantando bastante, e agora é só esperar o grande dia para fechar o desfile com chave de ouro. Treino é treino, jogo é jogo, mas se no treino está assim, estamos bem. E muita gente nunca parou para pensar que banquete é algo que está presente em toda parte do planeta, então o nosso enredo também inspira um bom carnaval – disse o intérprete.

Evolução e harmonia

rosas-de-ouro-76A escola passou muito bem pelo Sambódromo, cantando bastante o samba, especialmente o refrão do meio, que contagiou a avenida. Roas mostrou estar extremamente organizada. Um trabalho primoroso da harmonia, que soube conduzir bem todos os segmentos, seguindo a linha de trabalho que já tem sido feita em ensaios anteriores; e que deu certo. Não deixou a desejar na animação, no canto, e nem teve falhas que necessitem ser destacadas nesses quesitos. Foi muito bem.

Bateria

A bateria do mestre Rafael Oliveira, o Rafa Gordinho, passou bem, mas se perdeu um pouco em alguns momentos, principalmente na saída do recuo, oscilando no compasso do samba, conforme reconheceu o próprio mestre em entrevista ao CARNAVALESCO.

rosas-de-ouro-86– Não sei ainda avaliar o que a gente precisa melhorar mais. Esse ensaio foi bem superior aos demais. Foi ótimo, mas tivemos alguns problemas que precisamos ajustar, como oscilações de andamento, e isso para mim não foi legal. Fora isso, a escola foi legal, não correu, e nós tínhamos corrido no outro ensaio, e melhoramos esse aspecto. Agora vamos focar em trabalhar no andamento, porque essa oscilação não pode acontecer no dia do desfile – explicou.

Reinando a frente da bateria veio Ellen Rocche, que arrancou diversos gritos do público com o seu carisma. Empolgada, ela curtiu estar ali, na avenida do samba. A atriz veio na companhia do ator e sambista Ailton Graça. Juntos, os dois se esbanjaram à frente da bateria, e interagiram o tempo todo com o público.

rosas-de-ouro-51Comissão de frente

Dessa vez, a comissão do coreógrafo Oyama Queiroz não veio fantasiada, mas aproveitou esse último momento de ensaio para testar todos os passos da coreografia. A apresentação agradou o público, que aplaudiu bastante.

Mestre-sala e porta-bandeira

Marquinhos e Isabel fizeram uma boa apresentação, embalaram o público com uma coreografia bem executada, e ainda aproveitaram para testar alguns detalhes da coreografia oficial, com alguns passos e o andamento em relação a escola.

A Rosas de Ouro pisa de novo na avenida do samba no sábado de carnaval, encerrando os desfiles de 2017.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×