Salgueiro 2016 – Parceria de Cesar Nascimento

COMPOSITORES: CÉSAR NASCIMENTO, LEANDRO BARROS, PEDRO POETA, THIAGO CUNHA

MALANDRO, ÉS O REI DA BOEMIA
NESSE PALCO DA VIDA, ETERNIZOU
A NATA DA MALANDRAGEM
VEM PEDINDO PASSAGEM
E O SALGUEIRO CONSAGROU

DE VERMELHO E BRANCO
ESTENDE O SEU MANTO NESSA AVENIDA
NUM DESFILE TRIUNFAL
VEM BRILHAR NO CARNAVAL
SUA ESCOLA É A VIDA
PARA SE VIVER DE AMOR,
BAILARINO DOS SALÕES
AMA A TODAS QUE QUISER
DA ELITE À RALÉ

JOGA COM CARTAS MARCADAS E FAZ DAS RODADAS O SEU GANHA PÃO
VIVE NO FIO DA NAVALHA
SEU JOGO NÃO FALHA
SEU TRUNFO É NA MÃO

JÁ DEIXARAM O SEU RECADO
PRA VOCÊS TIRO O CHAPÉU
OS MALANDROS QUE PARTIRAM
HOJE CANTAM LÁ NO CÉU

UM MALANDRO DE FÉ
FECHA O CORPO E NÃO BAMBEIA
ELE ENVERGA, MAS NÃO QUEBRA
SOB A LUZ DA LUA CHEIA
SEU DESTINO FOI TRAÇADO, NINGUÉM VAI TE DERRUBAR
RIDA GIRA, GIRA O MUNDO, FAZ O SEU MUNDO GIRAR

A PAZ PRA SE VIVER
PRO POVO APLAUDIR
NO MEU RIO DE JANEIRO
CARNAVAL O ANO INTEIRO, SAMBA É NOSSA RAIZ
SALVE TODA MALANDRAGEM
E A NOSSA COMUNIDADE
BATE PALMA E PEDE BIS

EXPLODE NO PEITO, NO MEU CORAÇÃO
SALGUEIRO VERMELHO, É MEU PAVILHÃO
ACADEMIA DO SAMBA,
SÓ TEM GENTE BAMBA
LÁ VEM MEU SALGUEIRO