Salgueiro 2016 – Parceria de Fábio Glinardello

Compositores: Fábio Glinardello, Pepê, Alexandre Fernandes, Jorge Fernandes, Josias Passarégua, Geraldo Castro

Intérprete: Ademir de São Miguel

VOU SALGUEIRANDO NESSA ÓPERA DE RUA
(MALANDROÊ, MALANDREAR)
ABRE A CORTINA DESCE O MORRO ACADEMIA
PISA SUAVE, RISCA O CHÃO DE POESIA
POETA DA ESQUINA, NÃO DURMO NO PONTO
CORINGA OU BILHAR?
DA RALÉ SOU O BARÃO MEU IRMÃO…

SARAVÁ!!!

TRABALHO ”PACA”
VOU PRA LAPA FESTEJAR
VEM MEU AMOR ME FAZ DELIRAR
DA GAFIEIRA BOTO A GIRA PRA GIRAR (GIRAR!!!)
EU VOU SAMBANDO ATÉ O DIA CLAREAR

AXÉ…

PEÇO AO GUERREIRO PRA ME PROTEGER
VOU AO TERREIRO DE OBALUAYÊ
ACENDO VELAS PRA SEU ZÉ…

FÉ…

É A ARMA QUE TRAGO PRA ME DEFENDER
VOU SEGUINDO O CAMINHO QUE A VIDA ME DÁ
TENHO SORTE, SOU FORTE, NÃO VOU ME ENTREGAR
SALGUEIRO!!!!!!
SEUS POETAS SÃO MALANDROS TAMBÉM
COM A “FURIOSA” NÃO TEM PRA NINGUÉM

VEM CANTAR

A MALANDRAGEM LEVANTA POEIRA
MEU PAVILHÃO VAI TE FAZER FELIZ
VERMELHO E BRANCO É RESPEIRO E TRADIÇÃO (ENTÃO…)

SALGUEIRO VEM AÍ!!!!