Salgueiro 2016 – Parceria de Hermínio

COMPOSITORES: HERMÍNIO, BAEZ, FLAVINHO CAPOEIRA

A LAPA DA MALANDRAGEM
MALANDRO PISA NA SAPUCAÍ
EMBALADO PELO DRAMA CARIOCA
POR ISSO SE SEGURA QUE SALGUEIRO VEM AÍ

PRATICANDO CATIMBÓ
NÃO DORME NEM COCHILA NO PALCO DA ILUSÃO
BOM MALANDRO RODEADO DE MULHER
À LUZ DO ABAJUR PEGA TODAS QUE QUISER

UM HOMEM DE FÉ QUE NÃO FOGE À LUTA
TEM CORPO FECHADO, SAÚDA MOJIBÁS
GUIAS E CORDÕES ABREM SEUS CAMINHOS
PRA GIRAR NO MUNDO E NO MUNDO GIRAR

O REI DOS NAIPES, CORDIAL QUANDO DESFILA
FILOSOFANDO NAS MESAS DO BAR
NUM CARTEADO MESMO QUANDO JOGO VIRA
FILHO DA SORTE NUNCA SE DEIXA LEVAR
LEVA A VIDA NO FIO DA NAVALHA
DONO DE UM MUNDO EM QUE APRENDEU A DOMAR
DE UM JEITO MANSO QUE O LUAR TE EMPRESTOU
CAVALHEIRO ERRANTE QUE O MORRO CONSAGROU

VOU DE CORPO E ALMA COM A ÓPERA DO MALANDRO
NO CARNAVAL DE GENTE BAMBA
DE TERNO BRANCO E RUMO DERRADEIRO
VER A PLATEIA DELIRAR COM MEU SALGUEIRO