Salgueiro 2016 – Parceria de Wagner Mariano

COMPOSITORES: WAGNER MARIANO, RAFAEL CAÇULA, BRUNO PAIVA, HÉLIO MARTINS E DELSON PATRÍCIO

VOU DESCER O MORRO,
PRA DESFILAR COM MEU SALGUEIRO,
DE TERNO ALINHADO, SAPATO MANEIRO,
VOU PRA AVENIDA SAMBAR,
MALANDREANDO PRA CAIR NA GINGA… SALGUEIRAR
E NA GANDAIA VEJO O SOL CLAREAR,
SOU UM FIDALGO A FLUTUAR NOS SALÕES,
NAS MADRUGADAS DE MANSINHO A PISAR NOS CORAÇÕES
SEM LIMITES PRA SONHAR, O CABARÉ É MEU LUGAR
FAÇO TUDO O QUE QUISER
SÓ NÃO MALTRATO O CORAÇÃO DE UMA MULHER

EU LEVO A VIDA PELO FIO DA NAVALHA
E NESSE JOGO QUERO VER ME GANHAR
SAIO DE CASA COM BARALHO NO BOLSO
CACHECOL NO PESCOÇO
NINGUÉM VAI ME PEGAR!

SOU ELE, O VELHO MALANDRO DA ESQUINA,
DO BUTECO, DE SAMBAS E RIMAS,
A LUA É MINHA NAMORADA
COM O CORPO FECHADO NA FÉ E A FORÇA DO MEU ORIXÁ,
A GIRA DA RODA EU FAÇO GIRAR,
LÁ VAI O TREM, UM POVO GUERREIRO A PEGAR NO BATENTE,
MALANDRAGEM NÃO QUEBRA A CORRENTE,
É A ALMA DO MEU RIO DE JANEIRO,
MALANDRO QUE É MALANDRO TEM QUE SER SALGUEIRO!
MALANDRO DE VERDADE TEM QUE SER SALGUEIRO!

EU TIRO O CHAPÉU PRO VERMELHO E BRANCO,
SALGUEIRO É MEU MANTO TEM QUE RESPEITAR,
MALANDRO FIEL DA ACADEMIA,
NINGUÉM SEGURA O REI DESSA FOLIA