Samba Concorrente I Tijuca: Fabão, Zezinho Professor, Zeca Jam, Sérgio Alan e Sérgio Many

 

Compositores: Fabão, Zezinho Professor, Zeca Jam, Sérgio Alan e Sérgio Many
Intérprete: Igor Sorriso


África de encantos e magia,
Legado das mães ancestrais.
Orunmilá, senhor do universo, a vida fez brotar.
A negritude que fincou raiz,
Herança na alma deixou cicatriz.
Guerrear: da injustiça, o povo libertar.
Romper correntes que oprimem a mulher,
Histórias de bravura, honra e fé!
 

Senzala, Brasil, grilhões e chibata,
Quilombo na mata, libertação!
Envolta de inveja, a beleza casta
Se esconde na máscara da opressão.

 
Musa da pele escura
Aguça o desejo e a sedução;
Razão do meu samba, a inspiração.
Sua arte, nessa terra, enfim brilhou,
Sua voz por todo canto ecoou.
Oh!Mãe, nossa família protegida no seu manto,
Vem pra avenida desfilar em verde e branco
Celebrando a alforria cultural.
 

É no rufar do tambor que eu vou,
O Império da Tijuca chegou.
“Negra, Pérola Mulher” é divinal,
“Festa Crioula”, o meu carnaval.