Santa Cruz promove o retorno de Quinho em gravação da faixa no CD da Série A

santacruz_gravacao_05092017dsc00347-copy

Ídolo de uma geração de sambistas, o intérprete Quinho não cantava em um CD de escola de samba no carnaval carioca desde sua última participação pelo Salgueiro em 2014. Pois a voz do experiente cantor estará de volta a partir do ano que vem no CD da Série A. Quinho participou da gravação das bases da faixa da Acadêmicos de Santa Cruz ao lado do jovem Ronnynho. A reportagem do CARNAVALESCO acompanhou a gravação e o retorno do intérprete, que falou sobre o novo desafio na carreira.

– Eu sempre falei que sou um cantor de samba-enredo. Esse é o único gênero musical que eu sempre tive o prazer de cantar. É claro que senti falta nesse período de fora, mas agradeço a oportunidade que me foi dada pelo presidente Zezo e toda a comunidade da Santa Cruz. Nosso samba é muito bom. Fui criando meu estilo nesses anos de avenida que é o de cantar com alegria e vibração. Isso independe até do samba, é muito mais do intérprete. Em 2018, feliz daquele que tem a Santa Cruz no coração – vibrou Quinho.

Também defendendo as cores da verde e branco da Zona Oeste, o jovem Rommynho declara que jamais imaginou poder um dia cantar a lado de Quinho.

– Nem em meus melhores sonhos havia projetado uma situação dessas. Quinho tem seu nome gravado na história do carnaval e isso ninguém pode retirar dele. Procuro estar sempre atento a suas dicas e recomendações para crescer. Acho que formaremos uma grande dupla e a Santa Cruz fará um grande desfile – destaca.

Durante a gravação das bases o mestre Riquinho enfatizou que a Santa Cruz irá implementar três bossas no desfile, mas que no CD para valorizar a melodia do samba o andamento utilizado foi o mais confortável possível.

– Estamos indo pro CD com um andamento gostoso, como o disco pede. E quero chegar nessa velocidade na avenida também, 146 BPM no máximo. O samba cresceu na disputa e é muito valente, os nossos intérpretes deixaram com um andamento gostoso e ótima pegada. Iremos com três bossas na avenida, vou exagerar esse ano pra correr atrás dos 10, tem que trabalhar pro jurado – enfatizou.