Santos Dumont, gênio brasileiro, é destaque em desfile da Viradouro

Por Matheus Emanuel

carro2viradouroAlberto Santos Dumont era descendente de franceses e de brasileiros, por esse motivo, a agremiação colocou na segunda alegoria diversas referências à França. O cenário remetia à Paris do final do século XIX.

A parte frontal da alegoria trazia o próprio aviador em sua mesa de casa executando suas criações. A beleza das escadas, foram um destaque à parte, somada a Torre Eiffel e a uma réplica do 14 Bis, avião projetado por Santos Dumont. O ponto alto do carro era a riqueza de detalhes em toda sua estrutura. Os componentes da alegoria trajavam roupas de época.

A alegoria tinha como cor predominante o bege. A Torre Eiffel, as escadas e o contorno do carro tinham a mesma cor. As luminárias ao redor da alegoria criavam a impressão de estar em plena Paris.

O carnavalesco da escola, Edson Pereira ficou muito satisfeito com o resultado da sua alegoria. Ele contou que Santos Dumont é uma referência para ele e para toda a Viradouro, dizendo que o aviador é um dos gênios mais importantes da história do país e do mundo.

– Nessa segunda alegoria, faço uma menção ao nosso maior gênio, que é Santos Dumont, nada mais e nada menos que o pai da aviação. Eu não poderia homenagear gênios e loucos sem demonstrar a importância dele, que foi um grande pensador e expoente da nossa cultura, foi um gênio! – finalizou.