São Clemente espera levar um grande musical para Avenida

A São Clemente entregou, na noite desta segunda-feira, a sinopse do enredo “Uma aventura musical na Sapucaí” para os seus compositores. Durante o evento no Centro Cultural da escola, o presidente Renato Almeida apresentou um novo parceiro da agremiação da Zona Sul: o empresário Luiz Calainho.

Aproximadamente 50 pessoas estiveram presentes no local. O presidente da escola de Botafogo, que esse ano completa meio século de existência, pediu muita dedicação de seus compositores, assim como o carnavalesco da escola, Fábio Ricardo, que também deixou claro que espera um grande samba e pediu para “viajarem” nas letras, pois durante as reuniões ele vai guiar melhor cada parceria.

Em entrevista ao CARNAVALESCO, o presidente da agremiação falou do crescimento da escola e sobre o enredo:

– A São Clemente precisa mostrar algo mais para que seja diferente das outras escolas, porque as co-irmãs já são escolas muito grandes. Nós queremos conquistar o nosso espaço. A gente quer crescer, e até peço licença ao mundo do carnaval: a escola está fazendo 50 anos e está madura. Ela é uma jovem com corpinho de 18, mas nós queremos muito crescer e isso é importante. Agora, sobre o enredo, na verdade, eu pedi que não abordasse os 50 anos da escola, porque eu acho que ninguém, nem jurado, pode julgar nossa marca. Isso foi uma escola fundada pelo meu pai, então o julgamento final são minha família e componentes. Isso aqui é uma história de amor. Nunca teve um presidente viajante, ou de outro lugar. O maior presente para os nossos 50 anos será um grande desfile – enfatizou o presidente.

O carnavalesco Fábio Ricardo também esteve presente no local. Em poucas palavras, porém bastante educado, até brincou dizendo que não gosta de falar muito, ele prefere trabalhar e depois ver o resultado na Avenida com a reação do público. Essa é a sua fala. Gosta de trabalhar para agradar quem assiste ao espetáculo. Mesmo assim, Ricardo falou sua impressão sobre o enredo:

– Para mim está sendo um desafio bom e gostoso de fazer. Agora a Avenida quem vai dizer, se vai ou não funcionar. Mas acredito que funcionará. A escola está muito empolgada com esse enredo. Eu vou seguir a leitura dos musicais de outra maneira. Hoje, por exemplo, os musicais estão sendo reapresentados, até porque alguns são muito antigos, só com outra leitura. Então, na Avenida, as pessoas vão ver esses musicais com outra leitura, uma leitura carnavalesca. – finalizou.

A entrega dos sambas na quadra está marcada para o dia 19 de agosto. A São Clemente é a primeira escola a desfilar na segunda-feira de carnaval ou, como os próprios clementianos estão dizendo, a oitava escola a pisar na Avenida.