‘Se literatura não é um bom enredo, é por isso que o país não tem cultura’ diz Zezo, presidente da Santa Cruz

0 Flares 0 Flares ×

santacruz_desfile_2017_006A Santa Cruz foi a responsável por encerrar a primeira noite de desfiles na Marquês de Sapucaí. A verde e branca da Zona Oeste apresentou na Avenida o enredo “Vou levar somente o que couber no bolso e no coração. Uma viagem de sabedoria além da imaginação”, desenvolvido pelos carnavalescos Lane Santana, Munir Nicolau e Wladimir Morellembaumm, levando o público a viajar por histórias infantis, a agremiação amargou o 12º lugar da Série A no Carnaval 2017.

– As notas já foram dadas e agora não tem jeito. Temos aque procurar onde erramos e acertar para o ano que vem. Achávamos que víríamos entre as seis primeiras colocadas, mas não viemos, paciência. Agora é trabalhar para o próximo ano. Vamos esfriar a cabeça e fazer raciocinio lógico, não pensamos em mudança por equanto. A vida é assim, um dia erra, outro acerta. Um dia cai, outro levanta. Não sei o que falta para voltamos a brigar. Achavámos que estavamos bem vestidos e no entanto em fantasia foi onde mais apanhamos. Se literatura não é um bom enredo, é por isso que o país não tem cultura. Um enredo sobre literatura infantil ganhar 9.6 eu não entendo mais nada – desabafa o presidente Zezo.

Entre nove quesitos, o Acadêmicos de Santa Cruz só recebeu apenas duas notas 10. Uma no quesito Harmonia e outra no quesito Mestre-Sala e Porta-Bandeira, alcançando ao todo 350,8 pontos.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×