Sem parceria favorita, Salgueiro escolhe nesta terça-feira seu samba para o Carnaval de 2017

e-hoje

Acontece nesta terça-feira (véspera de feriado), como ja é de tradição, a final de samba-enredo do Acadêmicos do Salgueiro. Quatro obras estão na disputa. A escola, que levará para Sapucaí o enredo a “Divina comédia do Carnaval”, irá se despedir do refrão que ganhou os quatro cantos do Rio de Janeiro em 2016 – ‘É que eu sou malandro, batuqueiro’ – para conhecer o novo hino que vai carregar o salgueirense até a praça da apoteose em 2017. Ao contrário da final de 2016, até o momento, a escola está livre de polêmicas. Entre na página do site CARNAVALESCO no Facebook para concorrer a ingressos para final do Salgueiro. * Clique aqui para visitar nossa página

* OUÇA AQUI OS SAMBAS FINALISTAS DO SALGUEIRO

* VEJA AQUI: ALOISIO VILLAR ANALISA OS SAMBAS FINALISTAS

Na apuração do último carnaval, o Salgueiro, ao lado de Beija-Flor, Tijuca, Vila, Portela, Imperatriz e Mangueira, gabaritou o quesito samba-enredo. Porém, vale ressaltar que a safra de sambas da vermelha e branca também não é uma das mais aclamadas pelos sambistas.

O diretor de carnaval Alexandre Couto conversou com nossa equipe e revelou detalhes a respeito das apresentações que acontecerão antes da grande disputa.

– Teremos mais uma bela apresentação coreografada pelo Carlinhos do Salgueiro. Serão apresentações com sambas antigos, segmentos, baianas, passistas, musas, casais de mestre-sala e porta-bandeira, um show tradicional. O Carlinhos é responsável e cumpre com louvor essa parte, será uma belíssima festa antes da apresentação dos sambas.

Após 24 sambas inscritos e três meses de disputa, Alexandre afirma que a parceria entre direção de carnaval, departamento cultural e carnavalescos foi fundamental para que os sambas ideais chegassem até a final.

– Todo mundo está trabalhando em conjunto em cima desse enredo, nós buscamos nosso departamento cultural e carnavalesco para darem explicações a respeito dos sambas. Para que eles tirassem as nossas dúvidas de acordo com a sinopse que foi proposta. Foram 24 obras, fomos eliminando os sambas que tinham menos coerência com o enredo. Chegamos as quatro obras maravilhosas, que devido suas belas apresentações, não tivemos corte na semifinal. Todas as parcerias que chegaram até aqui possuem plenas condições de ganhar, está totalmente em aberto e sem favoritismo. Temos a convicção de que o melhor samba irá ganhar e com isso dispensamos a possibilidade de junção.

Na última disputa, o Salgueiro novamente entrou para a história do carnaval por ter inovado em seu formato de escolher samba-enredo com a copa do samba. Porém, segundo Alexandre, apesar de ter dado certo, o modelo foi repensado e todos optaram por voltar ao tradicional.

– Sou uma pessoa que tenho meus ideais e pensamentos, porém trabalho muito com as sugestões de todo um grupo. Como já falei por diversas vezes para o site CARNAVALESCO, volto a afirmar que eu trabalho em conjunto. Não trabalho em cima do que eu quero e sim sempre na opinião de todos. Quando chegamos na avenida com toda equipe satisfeita, é mais fácil executar todo trabalho e desfilar disputando título. Optamos por voltar à escolha tradicional em comum acordo, é um jeito que particularmente também gosto mais.

SERVIÇO:

Final de samba do Salgueiro
Data: 11/10 (terça-feira)
Endereço: Rua Silva Téles, 104 – Andaraí
Abertura da quadra: 22h
Apresentação dos segmentos: 0h30
Apresentação dos finalistas: 2h
Previsão de anúncio do resultado: 5h
Ordem de apresentação: sorteio será feito na hora
Ingresso: R$ 50 até meia noite, R$ 60 após
Classificação etária: 18 anos

Como chegar:

Linhas de Ônibus próximas à quadra: 238, 422, 622, 2203 (descer na Rua Maxwell, próximo ao Extra e caminhar até a Silva Teles).

Táxi
Centro: cerca de R$ 23
Tijuca: cerca de R$ 10,92
Zona Sul: cerca de R$ 34,43

Uber Centro: Black (de R$ 24 a R$ 32) / X (de R$ 15 a R$ 20)
Uber Zona Sul: Black (de R$ 37 a R$ 49) / X (de R$ 25 a R$ 29)
Uber Tijuca: Black (de R$ 9 a R$ 12) / X (de R$ 7 a R$ R$ 9)