Sem recursos, AESM-Rio reduzirá em 50% contingente dos desfiles mirins

mirim_2017_4A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou um corte de 50% na subvenção para a AESM-Rio, a entidade que organiza os desfiles mirins na terça-feira de carnaval no Sambódromo. O corte segue o percentual que atingiu todos os grupos, desde o Especial até as escolas mirins. Sem ter como captar para os desfiles, a AESM-Rio terá de tomar uma drástica medida, segundo conta ao CARNAVALESCO o próprio presidente da entidade, Edson Marinho.

– A perda é enorme. Vamos ter de reduzir os desfiles infelizmente. Sem condições financeiras teremos que cortar em 50% o contingente das escolas. Existem algumas agremiações que têm escolas mãe que auxiliam, mas outras não têm essa ajuda e é com a ajuda da AESM mesmo – lamenta.

A promessa do prefeito Marcelo Crivella é de que nesta segunda-feira, 15 de janeiro, a subvenção será finalmente repassada para as escolas da Série A, Liesb e AESM-Rio. Marinho revela que pouco pode ser feito a não ser torcer para que o prefeito cumpra com sua palavra.

– Não temos alternativa a não ser crer na palavra do prefeito. O dinheiro é esperado para este dia 15. Já havia sido comunicado um corte, vamos preparar o carnaval com ele. Ficamos muito tristes, pois teremos que fazer um carnaval muito precário. Com a subvenção que recebíamos já tínhamos uma grande dificuldade. Agora vamos colocar as escolas na rua, vamos ter que fazer, não temos outra escolha – garantiu.