Série Barracões: Sossego busca a afirmação na Série A apostando em enredo carregado de rituais

Por Matheus Emanuel

sossego_barracao18_1A Acadêmicos do Sossego trará o enredo ‘Ritualis’ para a Marquês de Sapucaí no Carnaval de 2018. A escola de Niterói busca a afirmação na Série A, após um desfile surpreendente no ano de 2017. O site CARNAVALESCO esteve no barracão da escola e conversou com o presidente Wallace Palhares. Ele nos contou um pouco sobre como a escola do Largo da Batalha virá para a Avenida. Wallace também destacou a importância do carnavalesco Peterson Alves, que fez carreira no carnaval do Espírito Santo e vai estrear no Rio de Janeiro em 2018. Com 1800 componentes e três alegorias, a escola de Niterói será a terceira agremiação a desfilar na Marquês de Sapucaí na sexta-feira de carnaval.

– O objetivo do Sossego é incomodar, se der mole a gente tá la em cima dentro de nossas proporções. Essa quebra de tabu foi importantíssima, passar como campeã é obrigação, ganhar é uma consequência. A gente sempre pensou em trazer o Peterson, na verdade, o nosso colaborador maior, Sandro Avellar é um admirador do Peterson, assim como eu também sou, já fui jurado lá em Vitória e a gente quer o Peterson 100%. Acreditamos que o Peterson rende muito mais com esses enredos místicos, de rituais. Tem que trazer o carnavalesco consciente daquilo que se enquadra melhor. Jogamos isso com o apelo de que não existe uma verdade absoluta, que existem vários rituais de vários povos e que cada um tem sua verdade. Eu fiquei muito surpreso, essa coisa dos rituais de surgimento da vida me surpreendeu bastante – comentou o presidente.

As escolas da Série A possuem uma verba bem curta para realizar o carnaval, o presidente do Sossego comentou sobre essa dificuldade de conseguir colocar a escola na Marquês de Sapucaí de forma digna e enumerou as alternativas que a escola encontrou para driblar a crise.

wallace_sossego– Tirar da cabeça o que o bolso não dá. Estou usando essa frase tem uns seis meses. É a realidade, reciclar muita coisa, apesar do Sossego ter muita coisa própria, muita coisa original que nós mandamos fazer, mas você tem que usar a criatividade o tempo todo. O grande trunfo pra mim e o ponto chave do desfile é a comunidade, que vai cantar como nunca, o samba está ajudando muito. Dentro do desfile, eu dou destaque ao carro dois, que fala da inquisição, que pra mim é muito atual. A inquisição foi lá atrás, mas a gente ainda vê fogueiras queimando homossexuais, queimando quem pensa ao contrário, às vezes até sem provas as pessoas estão sendo queimadas – disse.

Wallace destacou a força da obra escolhida pela escola. Feito de maneira diferenciada, o presidente prevê que o samba pode ser o diferencial para que a escola faça um desfile arrebatador. Ele ainda ressaltou a importância de Nêgo, intérprete consagrado que comandará o carro de som da escola em 2018.

– O samba é 50% e o grande poder de impacto dele é levantar a arquibancada. O nosso foi muito bem aceito. É considerado pelas pesquisas um dos melhores sambas da Série A, ele embala toda a escola, não é um samba onde a escola só canta o O papel dele é muito importante no carnaval e jamais poderia ficar de fora – finalizou.

Um comentário em “Série Barracões: Sossego busca a afirmação na Série A apostando em enredo carregado de rituais

Os comentários estão desativados.