SÉRIE ENSAIOS TÉCNICOS: Portela está focada para alcançar excelência em harmonia e evolução

0 Flares 0 Flares ×
ensaio_portela_05012017-51
Fotos: Vinicius Vasconcelos

A Portela aos poucos recupera-se do trauma da perda do eterno presidente Marcos Falcon. Focada em dar de presente para o saudoso dirigente o título de campeã do carnaval, os trabalhos não cessam seja no Portelão, seja no barracão. Para alcançar o objetivo os ensaios de comunidade são fundamentais. A reportagem do CARNAVALESCO acompanhou como é o ensaio da azul e branca.

ensaio_portela_05012017-2São muitos os desafios da Portela no próximo desfile. Talvez, o maior deles no aspecto da competição seja emplacar mais 40 pontos em samba-enredo. A agremiação desde 2012 vem conseguindo gabaritar as notas. Conversamos como o intérprete oficial, Gilsinho, que revelou ser mais fácil atingir o objetivo com a escolha de obras de qualidade. Ele não visualiza nenhum tipo de perigo, já que o samba tem qualidades.

– Eu considero problemático às vezes você ir para a avenida com um samba sem tanta qualidade. Quando o samba é bom e a escola trabalha suas melhores características, através dos ensaios, dificilmente o objetivo não é atingido. A Portela tem novamente uma obra de muita qualidade. Facilita bastante o trabalho do cantor e da equipe do carro de som. Os ensaios são para massificar canto e dança, fundamentais nos quesitos harmonia e evolução. Tenho tido a sorte de cantar somente grandes sambas em minha trajetória – afirma o intérprete

Em busca da excelência em harmonia e evolução

ensaio_portela_05012017-45A distância da Portela para o sonhado campeonato está cada vez mais curta. Em 2016 ficou a um décimo da Mangueira, mas acabou terminando atrás também da Unidos da Tijuca pelos critérios de desempate. Se há o que ajustar para sair da fila, certamente o que precisa ser mantido está nos quesitos de chão da tradicional escola de samba. Harmonia e evolução foram destaques no desfile da Portela em 2016, um dos melhores do Grupo Especial.

A escola possui uma comissão de harmonia formada por importantes integrantes de variados segmentos. Nada menos que nove componentes respondem pelo quesito harmonia. São eles Chopp, Jerônimo, Leonardo Brandão, Nilce Fran, Valci Pelé, Márcio Emerson, Jorge Barbosa, Sérvulo Jorge e Walter Moura. Tanta gente poderia bater cabeça, mas as notas alcançadas em harmonia e evolução no desfile não deixam dúvidas. Foram 80 pontos. Um dos mais experientes profissionais dessa área no carnaval é Sidney Machado, o Chopp. Ele passa a integrar a comissão de harmonia este ano e revela o segredo para a manutenção das boas notas.

ensaio_portela_05012017-65– A Portela tem uma grande vantagem que é uma comunidade aguerrida e ciente da necessidade dos ensaios para que alcancemos o objetivo, que é o canto e dança em harmonia. Assim que se atinge a nota 10. Temos nossos ensaios de comunidade sempre às quartas-feiras na quadra e vamos iniciar os treinos na rua, na Estrada Intendente Magalhães – explica Chopp.

Durante cerca de 01h30, na quadra, o intérprete Gilsinho canta o samba de 2017 da Portela. Ainda restando um bom tempo para o desfile é possível destacar a força do canto portelense, tal qual aconteceu no desfile de 2016.

Bateria ‘vai pescar’ na avenida

O mistério que cerca todo ano os projetos do carnavalesco Paulo Barros permanece na Portela no segundo ano do artista à frente da concepção artística do desfile. O mestre de bateria, Nilo Sérgio, deixa uma dica do que pode ser a fantasia da Tabajara do Samba em 2017. Ele fala também em ‘limpeza de bossas’ rumo ao desfile.

ensaio_portela_05012017-40– Posso dizer que vamos pescar na avenida. Nosso trabalho está no estágio que chamamos de limpeza de bossas. Quando há a escolha do samba pensamos em muitas bossas dentro da melodia e até o desfile vamos fazendo uma triagem até alcançarmos o produto final – desta Nilo. Durante os ensaios de comunidade já é possível notar a implementação de algumas bossas.

Indo para o terceiro carnaval como principal casal de mestre-sala e porta-bandeira da Portela, Alex Marcelino e Danielle Nascimento, revelam que o período de férias da dupla é curto.

– Quando acaba o carnaval tiramos duas semanas. Depois a gente volta com os treinamentos. Aqui no ensaio de comunidade traçamos algumas coisas de avenida sim, principalmente na rua. Mas é difícil identificar para quem não sabe o que vamos realizar – pontua a porta-bandeira, filha da lendária Vilma Nascimento.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×