Serrinha custa, mas vem! Imperianos se emocionam ao retornar à Sapucaí pelo Grupo Especial

Por Geissa Evaristo

serrinhaEm 2017 o Império Serrano entrou na Avenida com o status de campeã. A Verde e Branca do Morro da Serrinha apresentou um desfile de elevado primor estético, com alegorias impactantes e um conjunto de fantasias adequado ao enredo. A escola de Madureira correspondeu trazendo um chão forte conquistando o título da Série A e a única vaga para o Grupo Especial. Após nove anos, a Serrinha volta para a elite do carnaval carioca.

Coube ao Império Serrano o desafio de abrir o Carnaval em 2018 e permanecer. A última campeã da Série A a permanecer no Grupo Especial foi a União da Ilha em 2010, já que em 2011 a São Clemente conseguiu a mesma façanha quando não havia rebaixamento e a Paraíso do Tuiuti também, em 2017. Desde 2012 o destino tem sido o retorno para a segunda divisão.

Componente da agremiação desde a juventude, Ismael Francisco Romão ingressou na agremiação ao 47 anos de idade, passou por diversos segmentos e hoje aos 72 anos desfila na Ala dos Cabelos Brancos. Para o baluarte os nove anos afastados do Grupo Especial foram um “castigo” por má administração. Animado, Ismael garante que o Império Serrano voltará no sábado das campeãs.

– Estou querendo voltar no sábado das campeãs para matar a saudade de vez. Foi avisado que se botasse carreta motorizada na Avenida o Império Serrano iria descer e assim aconteceu. Foram oito anos de castigo. Agora a presidente Vera Lúcia está tentando melhorar isso. Só tenho duas coisas que eu adoro na vida: minha família e o Império Serrano – avaliou.

Edna dos Santos trabalha na secretaria da escola e é filha de fundador. Com 70 anos de idade, possui o mesmo tempo de vida dentro da escola, pois “nasceu” dentro da agremiação. A imperiana conversou com o site CARNAVALESCO sobre o retorno.

– A conquista à única vaga ao Grupo Especial foi o resultado do trabalho sério que estamos fazendo. Passei por todas as fases da escola e me alegra muito participar deste retorno à elite. Preparamos um grande desfile e trabalhamos ainda mais para permanecer. Ano passado foi o melhor momento que vivemos nesses últimos anos. Lutávamos, lutávamos, lutávamos e não conseguíamos, agora queremos ser reconhecidos no Grupo Especial – explica.

Um comentário em “Serrinha custa, mas vem! Imperianos se emocionam ao retornar à Sapucaí pelo Grupo Especial

Os comentários estão desativados.