Símbolo da resistência negra, Chico Rei ganha homenagem na Unidos de Bangu

Por Matheus Emanuel

O terceiro carro da Unidos de Bangu fez uma justíssima homenagem a Chico Rei. Um dos personagens mais emblemáticos da cultura negra do país. Chico era rei numa tribo do Reino do Congo e foi trazido ao Brasil  para ser escravizado. Chegando em terras Tupiniquins, Chico se tornou um símbolo de resistência ao comprar sua alforria com seu próprio trabalho, se tornando posteriormente um rei em Ouro Preto, interior de Minas Gerais.

chicoreiChico Rei já foi homenageado no carnaval carioca. Em 1964, o Salgueiro contou sua história na Avenida, conquistando o título do ano em questão. Sob o comando de Arlindo Rodrigues, a agremiação da Tijuca conquistou o seu terceiro campeonato falando sobre o líder de Ouro Preto.

A alegoria trazida por Bangu representa a luta e a força do negro pelo clamor da liberdade. Uma escultura gigante e imponente representou o Chico Rei. Punhos fechados e expressão guerreira, o carro trouxe uma representatividade de luta digna do seu homenageado.

A lateral da alegoria era composta por diversos destaques rodeadas por esculturas que representavam a cultura dos ancestrais africanos. A cor predominante do carro era a preta com alguns detalhes em dourados que significavam a realeza de Chico Rei.

 

Um comentário em “Símbolo da resistência negra, Chico Rei ganha homenagem na Unidos de Bangu

Os comentários estão desativados.