Simpatia exalta recorde de sambas inscritos na Mocidade: ‘Aqui não tem sacanagem’

 

 

 

A Mocidade Independente de Padre Miguel bateu seu recorde pessoal de sambas concorrentes inscritos. Ao todo, 45 obras pleiteiam o direito de ser o hino independente no Carnaval 2013, quando a escola levará para a Avenida a história do Rock in Rio. Não se sabe, porém, se todas elas irão para a quadra. Existe a possibilidade de algumas serem cortadas ‘’ na fita ’’, mas essa decisão só será conhecida na noite de hoje, em reunião geral com os compositores a partir das 20h, na quadra da agremiação. Mesmo assim, o diretor de carnaval da Mocidade, Ricardo Simpatia, exaltou o número de interessados em disputar samba na Mocidade.
 
– Isso é fruto da credibilidade da nossa disputa. É só pegar o histórico das eliminatórias de samba-enredo que verá que não tem sacanagem. Não existe o samba ganhar porque tem amizade ou influência aqui na Mocidade. Ano passado ganhou a parceria do Diego Nicolau, que nunca tinha vencido. Antes ganhou o Zé Glória, então não tem essa. Aqui vai ganhar aquele que a escola achar melhor – afirmou Simpatia.
 
Outra questão levantada por ele foi a chegada de novos compositores e os diferentes estilos de compor daqueles que já são tradicionais dentro da Mocidade.
 
– Esse ano teve muita gente nova chegando. Acho que isso tem a ver também com a repercussão do enredo. Legal ver também que temos uma nova geração muito boa na ala e outra parte mais antiga, que continua competindo com força e fazendo sambas de qualidade. Quem ganha com isso é a escola – finalizou.
 
A apresentação dos sambas concorrentes classificados para a disputa na quadra acontece no dia 1º de setembro a partir da meia-noite, antes, às 22h, o grupo Fundo de Quintal abre a noite na nova quadra da Mocidade. A escola pretende instalar até a data, alguns telões na quadra. Eles exibirão a letra dos sambas enquanto os mesmos estiverem se apresentando no palco. A decoração da quadra também está sendo montada, assim como um sistema de ar condicionado. 
 

Comente: