Sorteio é sorteio e pronto!

0 Flares 0 Flares ×

Mais uma vez todos a postos. Um pouquinho mais de paciência e já será dada a partida.

Há duas maneiras de apreciar o sorteio. Uma do ponto de vista de cada uma das escolas;
outra do ponto de vista do equilíbrio e da qualidade do espetáculo.

Por tras aqueles tão conhecidos dogmas do carnaval. Serão mesmo dogmas, serão meros caprichos de seus deuses ou pura coincidência.

A que sobe acaba caindo e as que vencem são as de segunda. Ilha e Tijuca desmontaram isto no último desfile, e agora… como será?

Do ponto de vista das escolas, São Clemente e Ilha carregam o "fardo" inevitável da abertura. Não acho que este seja o critério mais justo. Entendo que a "punição" das que
ascenderam é descabida. Se o sorteio é a forma milenar de se fazer justiça, que valha para todos, sem excluir qualquer escola, muito menos aquelas que estão mais precisando da sorte.

Para deixar mais claro meu pensamento, chego a achar que justiça ainda maior seria o direcionamento contrário do que vemos hoje,
naquilo que se refere a elas. Acho que somente a elas, as ascendentes, deveria ser garantido que não abririam o desfile. Quaisquer outras correriam tal risco por sorteio, exceto elas.

Quanto às demais, não soube de nenhuma queixa: sorteio é sorteio e pronto.

Do ponto de vista do espetáculo entendo que o "dirigismo" adotado é benéfico. Garante o equilíbrio 'em cada dia' e o equilíbrio 'de cada dia'.

A identificação do dia mais atraente fica sempre por conta de fatores objetivos, como o ranking, tradição, e última performance, mas
também de fatores subjetivos como a própria expectativa que cada uma projete em razão de seus enredos e daquilo que divulguem durante
o ano. E isto vale para cada uma isoladamente e pelo conjunto das que desfilem neste ou naquele dia sorteado.

Mesmo ainda sendo cedo como é, arrisco a pendurar as expectativas maiores – expectativa, não favoritismo -, uma a cada dia, na Tijuca e
na Beija Flor. Uma pelo desafio imenso de superar a si mesma após um carnaval tão formidável. Outra pelo desafio de apresentar a nova roupagem já prometida além de alcançar a dimensão  esperada pela multidão de fãs do maior ídolo brasileiro vivo.

No mais, em tempos de copa do mundo, que tal lembrarmos Garrincha e perguntarmos às outras dez  se concordam com tanta precipitação?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×