Sossego ensaia pela primeira vez na Amaral Peixoto e mostra força da comunidade

Por Winnie Delmar e Diogo Cesar Sampaio

sossego_ensaio2801-5A Acadêmicos do Sossego mostrou a força da comunidade do Largo da Batalha neste domingo no ensaio técnico na Amaral Peixoto. Os componentes iniciaram o treino com a voz motivadora do presidente Wallace Palhares: “Sossego não é mais uma escola pequena, não é mais uma escola da Intendente Magalhães. Veio para ficar e está disputando agora para chegar no Grupo Especial”.

Harmonia e Samba-Enredo

Mesmo com o samba na ponta da língua, alguns componentes deixaram a desejar no canto, mas os foliões que estavam cantando com garra conseguiram suprir quem não cantava. Alguns integrantes desfilaram com bola de gás nas mãos mostrando grande alegria. Durante o treino, alguns componentes chegaram atrasados.

A obra de 2018 conhecida por ser um samba sem verbo funcionou na voz do intérprete Nêgo. A comunidade apresentou um canto forte, principalmente, nos dos refrões e no verso “Brasil, mais tolerância súplica de esperança”.

– Esse é o nosso primeiro ensaio na Amaral Peixoto. Nós nunca ensaiamos aqui, nós sempre ensaiamos no Largo da Batalha. A pedido da Prefeitura de Niterói, a gente veio fazer esse último ensaio aqui na Amaral Peixoto, junto com a Viradouro e o Cubango. Não é nosso último ensaio técnico, o nosso último vai ser quinta-feira lá no Largo da Batalha. Esse superou minhas expectativas, o povo estava muito querendo descer. Vieram com toda garra e vontade, e foi isso aí, essa explosão e essa garra toda – comentou Almir Júnior, diretor de carnaval.

sossego_ensaio2801-6

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

sossego_ensaio2801-7Em seu segundo ano consecutivo, o primeiro casal Weslley Cherry e Naninha mostrou que não está medindo esforços pela busca do 40 pontos. Com uma coreografia que se encaixa com a letra do samba, a dupla arrancou aplausos do público. O único momento de dificuldade no bailado da porta-bandeira foi decorrente do vento.

– Trabalho cumprido a gente alcança quando chega no dia do desfile. Dever cumprido de verdade na quarta-feira de cinzas. Mas hoje já é um termômetro para o dia do desfile, passar aqui na Amaral Peixoto, onde passam Viradouro e Cubango, e o Sossego vem aqui pela primeira vez. Isso conta como experiência, já vai deixando mesmo a adrenalina do dia do desfile, o que conta bastante – afirmou o mestre-sala.

– A sensação é de união. Ainda mais agora, com tudo que a gente está passando no carnaval. É mais uma união, poder ter as pessoas curtindo junto com a gente, ainda mais esse ano que a gente não teve o ensaio técnico na Marquês de Sapucaí – citou a porta-bandeira.

Evolução e Comissão de Frente

 

sossego_ensaio2801-4

sossego_ensaio2801-1A escola evoluiu bem, dominando e preenchendo toda a largura da avenida. Com um grande público prestigiando ao ensaio, foram vistos alguns foliões que se arriscavam em atravessar de um lado para outro, sem interromper a evolução dos integrantes da escola. Os componentes cantaram com garra e alegria durante o ensaio que durou 80 minutos.

Destaque para a única mulher que se integra ao grupo de bailarinos da comissão de frente. Na estrofe “Cordeiro de Deus” dois homens levantavam a componente.

Bateria

Comandada pelo mestre Átila, a bateria manteve um bom desempenho durante o percurso, com um favorável encaixe ao samba, destaque para o agogô. Maryanne Hipólito, rainha de bateria do Sossego, brilhou com seu carisma por todo o ensaio. Sempre com o samba no pé, a rainha não perdeu o rebolado e tirou as sandálias para sambar descalça. A rainha retribuiu com belo sorriso ao público que a ovacionava.

– Maravilhoso! Rapaz, chegamos ao êxtase de cansado, de tanto ensaio, tanto aqui como no Rio, e hoje colocamos em prática tudo que utilizamos durante oito meses e hoje foi importantíssimo executar algumas bossas e coreografias. Faltou uma que a gente guardou para a Avenida, porém está bem ensaiada, bem orquestrada. Depois de muitos anos sem comandar, voltei ano passado, meio enferrujado, mas esse ano, graças a Deus, estou feliz demais. O ensaio foi impecável, não teve oscilação, retomada às bossas perfeitas, alegria de todos eles tocando. Falando com a experiência de 28 anos de bateria, impecável a bateria hoje – explicou mestre Átila.

sossego_ensaio2801-2

sossego_ensaio2801-3Outros Destaques

O destaque domingo ficou para ala de passistas, sincronizada e com muito samba no pé. A ala 12, composta apenas por mulheres e coreografada, também merece ser citada pelo canto e evolução. O pavilhão sempre representado por dois ou três casais, no entanto, neste domingo o segundo casal da escola não mostrou o seu bailado na Avenida Amaral Peixoto, apenas o primeiro casal se apresentou.