Técnica, Império de Casa Verde mostra força e organização em ensaio técnico

logo-300-250bO Império de Casa Verde foi a última agremiação a realizar seu ensaio técnico no Anhembi neste domingo no Anhembi. Em uma noite de alto nível, a azul e branca não ficou abaixo das co-irmãs e mostrou todo o seu nível técnico na pista, o que a credencia a também brigar pelo campeonato.

Harmonia

Ponto forte do ensaio da escola. Canto linear em todo o ensaio, graças ao bom trabalho da harmonia da Império. Os diretores posicionados nas laterais da pista cobravam o canto do componente, mas sempre em tom de incentivo. Ao contrário do que aconteceu em seu primeiro ensaio técnico da temporada no Anhembi, desta vez todas as alas passaram cantando bastante, o que comprova que os ensaios realmente são fundamentais para o quesito.

Evolução

A evolução do Império de Casa Verde foi a mais próxima do que um julgador do quesito observa para aplicar a nota 10. Alas compactas e organizadas, mas sem perder a espontaneidade do componente, que brincou, dançou, evoluiu, como deve ser. Mantendo este padrão a nota máxima não será surpresa.

imperiocasaverde_ensaiotecnico_28012017dsc07954-copy– Eu acho que a Império está realmente preparada para o carnaval. Fizemos um ensaio solto, mesmo com algumas alas coreografadas. Acho que podemos esperar do desfile de 2018 muita espontaneidade em busca do campeonato – declarou Jorge Freitas, homem forte do carnaval da escola, em entrevista ao CARNAVALESCO após o ensaio.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Grande atuação da dupla Rodrigo Antônio e Jéssica Gioz. Em todos os aspectos. Primeiro tecnicamente perfeitos, com muito entrosamento, uma dança segura, sorrisos todo o tempo e desfraldar correto do pavilhão azul e branco.

Comissão de Frente

O grupo realizou uma coreografia bastante elaborada, o que pode dar o indício de ser a oficial para o desfile. Eles simulavam uma batalha, com os homens armados contra as mulheres. todos estavam maquiados e indumentados com estampas de tigre, o símbolo da Império.

imperiocasaverde_ensaiotecnico_28012017dsc07960-copySamba-Enredo

A obra mantém o padrão de bons sambas recentes da Império de Casa Verde, desde que a escola conquistou o carnaval a dois anos. Mérito total mais uma vez para o intérprete Carlos Júnior, um dos melhores do carnaval paulista. Condução firme da obra aliada a cacos de empolgação que impulsionou a apresentação da escola. O refrão principal foi gritado pelos componentes.

Bateria

A Barcelona do Samba fez um ensaio dentro de seus padrões, com muita qualidade. Entrosamento perfeito dos ritmistas com o carro de som comandado por Carlos Júnior e o canto da escola. A principal bossa executada no ensaio foi na segunda passada do refrão principal, sempre com a participação ativa do intérprete.