Teresa Cristina faz tributo a Candeia em show na Lapa

A cantora Teresa Cristina prestou uma bonita homenagem ao cantor e compositor Antônio Candeia Filho, ou simplesmente Candeia, um dos maiores expoentes da Portela e do samba brasileiro. Ao subir ao palco do Circo Voador a cantora, também portelense, estava visivelmente emocionada. – Eu estou muito feliz com esse show, ouvir as canções do Candeia me tornaram uma pessoa melhor, disse.

Teresa brindou o público que foi assistir ao show com sua já tradicional elegância e singeleza, marcas de sua ainda curta carreira, mas já sólida como uma defensora do samba de raiz. – Eu sei que é legal curtir um samba para dançar, sacudir, eu também gosto. Mas hoje gostaria de pedir a vocês que escutassem um samba mais cadenciado, disse a cantora para a platéia.

O repertório do show foi todo dividido em fases da vida artística de Candeia, como seus partido-altos, as canções que fez para a Portela, incluindo alguns sambas-enredo campeões e a fase de crítica social, que alçou Candeia ao posto de sambista engajado, com obras como a histórica “Dia de graça” em que o compositor enaltece a figura do negro como uma pessoa que pode estudar, se desenvolver e não apenas viver no barraco.

Defensora das tradições do samba e uma das musas do movimento que iniciou a revitalização da Lapa há 10 anos, Teresa Cristina tem 12 anos de carreira e atualmente é uma das cantoras que mais gravam as obras dos compositores da Portela. Seu primeiro trabalho foi uma homenagem a Paulinho da Viola. O show em homenagem a Candeia no Circo Voador foi o primeiro de uma turnê.