União da Ilha canta forte no segundo ensaio técnico, mas esquece sua alegria e samba no pé

A União da Ilha pode mais. Essa é afirmação para o segundo ensaio técnico da escola no Sambódromo, que ocorreu na noite de domingo, debaixo de chuva. A boa notícia é que o canto dos componentes foi muito melhor que o primeiro ensaio, mas o vacilo ficou por conta da evolução. Aconteceram alguns buracos durante a exibição da bateria no teste na frente dos módulos de jurados e dentro das alas os componentes não estavam com a alegria típica da agremiação.
 

* Vídeo: veja aqui como foi o ensaio da União da Ilha

– Achei que o ensaio foi bom. De onde eu acompanhei, vi uma escola alegre e cantando bem o samba. Tivemos um problema no radio-comunicador e não conseguimos mandar a escola parar para que a bateria entrasse no segundo recuo. Não houve buraco, mas algumas alas tiveram que correr. Fora esse detalhe foi um bom ensaio. Acho que com a queda do paredão o som propaga mais e a impressão que se dá é que a escola canta menos mesmo, mas não acho que no segundo ensaio o componente venha mais relaxado não – explicou Márcio André, diretor de carnaval da Ilha.
 

* Clique aqui e veja galeria de fotos do ensaio da União da Ilha

Novamente, a comissão de frente brindou o público com uma coreografia especial para o ensaio e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Ronaldinho e Verônica, veio no meio da escola, apesar de no desfile oficial estarem na frente. – Apenas cumprimos o papel de abrir a escola, levantar as arquibancadas e passar a nossa energia. Tecnicamente, cronometramos o tempo e acertamos o ritmo. Este segundo ensaio foi positivo, pois após o primeiro treino, acertamos o tempo com a harmonia e a direção de carnaval. Com as obras, o Sambódromo receberá mais calor humano, pois o lado direito era muito segmentado com os camarortes. Só tinhamos contato com o "povão" no final, aí já era tarde demais. Estamos ensaiando cinco vezes por semana, duas delas, aqui na Marquês. No dia do desfile nos concentramos em um hotel e recebemos todos cuidados necessários para que a alimentação e o corpo estejam em sintonia total para o desfile, sem nenhum tipo de problema estomacal, por exemplo. Também assistimos à vídeos e revemos os nossos erros, batemos papo e o mais importante: mantemos o foco – revelou o coreógrafo Sérgio Lobato.
 

* Vídeo: veja aqui a performance da bateria da União da Ilha

O casal de mestre-sala e porta-bandeira mostrou segurança e não teve medo de bailar com o piso molhado da chuva. – Realizamos a coreografia oficial do dia do desfile, revemos o nosso tempo e acertamos o entrosamento com a harmonia. Só estamos folgando apenas uma vez por semana. O nosso figurino já está todo pronto e já ensaiamos com ele, agora estamos apenas corrigindo detalhes e lapidando os passos – disse Ronaldinho.
 

* Vídeo: veja o desenho de tamborim feito no ensaio da Ilha

Na bateria, os comandados de mestre Riquinho sofreram com o sistema precário de som da Avenida e embolaram o ritmo nas caixas no meio do ensaio. Mesmo assim, eles fizeram paradinhas e em grande parte do ensaio técnico passaram bem pela pista. – A bateria veio como no primeiro ensaio e manteve o mesmo andamento e a mesma qualidade. O som, infelizmente, não ajudou muito e chegou com um certo atraso, o que exigiu uma atenção redobrada. O que também exigiu atenção foi a chuva. Para não atrapalhar a afinação, nós trouxemos plásticos para revestir os instrumentos – afirmou mestre Riquinho. Sempre sensual e com muito samba no pé, a rainha de bateria Bruna Bruno exibiu sua beleza e carisma com os insulanos. Na frente da escola estavam os jogadores do Cruzeiro, Roger e Montillo, e a atriz Deborah Secco.

Elétrico, o intérprete Ito Melodia foi brilhante na condução do samba-enredo, que cresceu na boca dos componentes do primeiro para o segundo ensaio técnico. Mesmo atrás da bateria, onde o volume do carro de som é pequeno foi possível ouvir com clareza e força o samba da Ilha cantado pelos seus componentes. Porém, a escola ainda precisa acertar sua evolução. Apesar do diretor de carnaval falar que houve um problema nos rádios não é possível que a agremiação vacile tanto e deixe buracos durante sua apresentação. Vale lembrar que a União da Ilha está sendo muito elogiada pelo seu trabalho de produção de alegorias e fantasias e por isso não pode permitir que erros bobos atrapalhem o belo desfile que promete ser feito no Carnaval 2012.

Comente no espaço abaixo: