União da Ilha: Laíla elogia trabalho de Ciça e Ito Melodia na gravação do CD do Grupo Especial

A União da Ilha gravou a sua faixa no CD do Grupo Especial em meio ao “calor” do Rio de Janeiro e da bateria comandado por mestre Ciça. A escola realizou algumas mudanças na letra do samba vencedor. O verso “Os deuses vêm abençoados” passou a ser “Os deuses, por Zeus abençoados”. O verso “Descendo o caminho do mar” foi substituído por “Descendo ao encontro do mar” e, no refrão central, o verso “Correr pros braços da Mãe Natureza” foi alterado para “No solo sagrado, ó Mãe Natureza”.

* VEJA AQUI: COMUNIDADE DA ILHA CANTA O SAMBA PARA 2016

Produtor musical do CD, Laíla elogiou o trabalho de Ciça e Ito Melodia

Um belo momento do início da gravação foi quando Laíla, produtor musical do CD, pegou o microfone para exaltar a União da Ilha e elogiar o trabalho de Ciça e Ito Melodia. Laíla contou que ele e sua família moram há anos na Ilha do Governador e celebrou o projeto de resgate realizado por Ciça com a Baterilha. Na gravação, uma boa parte dos ritmistas eram advindos da escolinha de bateria da agremiação. Ciça, que tem trabalhado para resgatar a batida de caixa tradicional da Ilha, ficou satisfeito com os elogios de Laíla, que afirmou que a bateria insulana voltou a ser “uma das melhores do carnaval”. – A gravação foi boa, gravamos rápido. Foi dentro daquilo que ensaiamos. Resgatamos a batida antiga da Ilha. O pessoal da produção também ficou feliz – afirmou o mestre. O andamento utilizado foi de 145 BPM (batidas por minuto) e Ciça realizou quatro bossas ao longo da faixa.

Ito fez alusivo em referência ao pai, Haroldo Melodia

Outro homenageado no discurso de Laíla, Ito Melodia mostrou-se bastante emocionado com a gravação. – Laíla me pegou no colo. Era amigo do meu pai. Em todos esses anos da Ilha no Especial ele tem elogiado o meu trabalho e agora, esse ano, achou tão bom o que a gente fez aqui que disse que já está até preocupado com o desfile da Ilha. Esse é um elogio muito importante para toda a escola, nos dá ainda mais otimismo – declarou Ito. O tom adotado pelo intérprete foi o sol maior. Também dentro do clima de emoção despertado pelo discurso de Laíla, foi destaque o alusivo feito por Ito no início da faixa, com o samba-exaltação escrito por seu pai, Haroldo Melodia, com os versos “Se um dia eu deixar de desfilar/ Pela União da Ilha, vou chorar”.

* VEJA AQUI: FOTOS DA GRAVAÇÃO DA ILHA

O presidente da União da Ilha, Ney Filardi, foi outro a demonstrar satisfação com o resultado da gravação. Ney classificou a obra da escola para 2016 como um “sambaço” e parabenizou a sua comunidade pelo canto. – Esse samba tem tudo para ser um dos melhores do carnaval. Nossa bateria deu um show, mostrou que é União da Ilha de verdade. Fizemos algumas alterações na letra apenas para ajudar na leitura do enredo, mas isso não foi problema algum, os componentes já assimilaram e cantaram bastante na gravação.

Participaram da gravação do CD e do DVD os segmentos da escola, como baianas, velha-guarda, casais de mestre-sala e porta-bandeira, passistas e musas, além da própria comunidade. A rainha de bateria, Bianca Leão, e os carnavalescos, Jack Vasconcellos e Paulo Menezes, também marcaram presença. No fundo do estande, havia uma grande faixa com o nome da Baterilha. O momento de maior destaque durante a gravação era o final da segunda parte do samba, no verso “Firma a batida na palma da mão, os Jogos vão começar”, em que os componentes batiam palmas para as imagens do DVD.