Unidos da Tijuca faz relatório sobre o julgamento do Carnaval 2011

0 Flares 0 Flares ×

A Unidos da Tijuca preparou um relatório sobre o julgamento do Carnaval 2011 e vai entregar para o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa). O presidente da escola, Fernando Horta, revelou em entrevista ao programa Vai Dar Samba, da Rádio 94 FM, que a equipe da agremiação analisou todas justificativas dos jurados sobre o desfile da Tijuca.

–  Fizemos uma análise técnica e vamos entregar um relatório ao presidente da Liga, que tem a responsabilidade pelos jurados. Ele precisa deixar claro que tipo de carnaval tem que ser feito. Não analisamos outras escolas, ficamos só com a Unidos da Tijuca. Cabe a ele (presidente da Liesa) analisar o caminho que deve tomar o julgamento do carnaval. Cada presidente deve fazer isso. Dizem que o carnaval é o maior espetáculo da terra e a Tijuca tem colaborado para o espetáculo. – explicou Fernando Horta.

O dirigente tijucano não questionou o título da Beija-Flor, mas a vantagem obtida pela escola de Nilópolis. – Não tiro o mérito da Beija-Flor. Só acho estranho perder com tanto ponto de diferença. O carnaval estava altamente nivelado. Isso me deixou desanimado, mas agora é bola para frente. Vamos corrigir o que erramos. Reclamam do enredo e eu perdi ponto, mas não foi o enredo que tirou o campeonato da escola.

Horta não atacou os jurados e aproveitou para comentar a possibilidade da bonificação extra no julgamento de 2012. – A grande maioria julga pelo gosto pessoal. O carnaval é muita emoção. Também não podemos só sacrificar os julgadores. Eles estão sujeitos a falhas, porque são humanos. Com a bonificação, a Tijuca seria campeã em 2004 e 2005. O jurado já tem muito poder sobre escola de samba e carnaval. Ele tem vinte notas de 8 a 10. É mais um julgamento. Ele pode querer agradar mais. Não sei se é o caminho. Tem que colocar em plenário e ver o voto das escolas.

Enredo pode ser uma grande surpresa

Fernando Horta disse que a escola estuda propostas patrocinadas, mas que se nenhuma vingar, o enredo autoral do carnavalesco Paulo Barros já está pronto. – Temos algumas propostas, inclusive, Luiz Gonzaga, mas não temos nada decidido. Ouvi pessoas questionando o nosso carnavalesco (Paulo Barros), que não teria condição de fazer esse enredo, mas lembro que ele já fez Portinari na Paraíso do Tuiuti e foi brilhante. O certo é que a Unidos da Tijuca não faz enredo para o patrocinador decidir o que vai ser apresentado no desfile. Isso não vai acontecer. O que posso dizer é que temos possibilidades, além de uma grande surpresa que também pode ser escolhida – afirmou Fernando Horta.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×