Unidos de Padre Miguel faz festa para aniversário de 55 anos

Era 12 de novembro de 1957. Para representar a Zona Rural do Rio de Janeiro, nascia a Unidos de Padre Miguel. Logo em seu primeiro desfile, na Praça Onze, nos idos de 1959, a agremiação foi a campeã, o que possibilitou que desfilasse “entre as grandes” a partir do ano seguinte. O tempo passou, veio um intervalo, até a revitalização da escola de samba no ano 2000. Reiniciava, aí, o caminho rumo ao sucesso.

Com dois campeonatos seguidos, em 2005 no Grupo D e em 2006 no Grupo C, a agremiação passou a desfilar no Sambódromo carioca em 2007, pelo Grupo B, quebrando um jejum de 20 anos. O inesquecível desfile de 2008 – na qual era apontada como favorita, mas ficou em 3º lugar com o enredo Olokum, Deus das Águas – o luxo mostrado em 2009, com o enredo Vinho, Néctar dos Deuses – A Celebração da Vida,  rendeu a conquista do Grupo Rio de Janeiro 1, empatada com a Acadêmicos do Cubango e resultou na ascenção ao Grupo A, porta de entrada para o Grupo Especial.

O vice-campeonato no último desfile deu mostras mais uma vez da garra da Unidos de Padre Miguel, que chega a 2013 sob o talento de Edson Pereira, que desenvolve o enredo O Reencontro Entre o Céu e a Terra no Reino de Alá Àfin Oyó. A agremiação será a 9ª a desfilar dia 9 de fevereiro, pela Série A.

Na próxima sexta-feira, as portas da quadra serão abertas para uma grande celebração. O presidente Gama e toda a sua diretoria receberão o Grupo Swing e Simpatia, para juntos festejar a os 55 anos de fundação da agremiação.