Unidos de Padre Miguel vai levar para Sapucaí relação do homem com a curiosidade

 

 

Após o Carnaval 2012 e a criação da Série A para designar o antigo Grupo A, a Unidos de Padre Miguel foi uma das beneficiadas com a unificação do antigo grupo com o B, onde a Unidos foia 3ª colocada em 2012. Mas no carnaval passado a agremiação da Zona Oeste surpreendeu com um desfile forte e conquistou u  surpreendente 7º lugar. Em 2014 a escola tem um dos sambas mais bem cotados do acesso e um enredo que promete muitas surpresas, como explica o carnavalesco da agremiação, Edson Pereira. – Eu já tinha esse enredo há uns oito anos, mas estava esperando o momento oportuno de fazer. Será uma grande brincadeira com o público, disse Edson em entrevista ao CARNAVALESCO.

O tema do enredo que a Unidos de Padre Miguel traz para a Sapucaí em 2014 é "Decifra-me ou devoro-te. Enigmas, chaves da vida". – Eu alterei algumas vezes este nome, até encontrar aquele que eu achava ideal, disse Edson. O carnaval da vermelho e branco de Padre Miguel terá 24 alas e quatro alegorias, sendo que o abre-alas virá acoplado.

Para abordar a relação do homem com os mistérios da vida e a curiosidade, o enredo vai abordar no seu primeiro setor os grandes imperadores do Egito, que acreditavam na vida após a morte e mandavam mumificar seus corpos no afã de um dia voltar à vida. Neste setor vem a ala das baianas da escola, representando o Deus da morte, Anúbis. A ala virá com uma fantasia inovadora com saias que não serão rodadas.

A partir do segundo setor do desfile, o enredo aborda a relação do homem com a ciência. Foi a curiosidade humana em descobrir caminhos que fez a humanidade evoluir na medicina e na tecnologia, por exemplo. Nesta parte do desfile virá a bateria de mestre Dinho representando a necessidade da ciência. – Nossos ritmistas serão metade homem, metade máquina.

No terceiro setor da escola vem a abordagem da infância, onde o homem começa a desenvolver seu sentido de curiosidade e descoberta do mundo. – É uma fase da vida que infelizmente só damos valor quando viramos adultos. Quem não sente saudades de ser criança?, indaga Edson Pereira, que considera este setor o mais interessante do desfile. – Vamos lembrar muitas coisas do passado, diz.

O desfile da Unidos de Padre Miguel se encerra com a relação entre homem e religiões e a busca pela descoberta do futuro. – Teremos abordagem do tarô, jogo de cartas, a humanidade quer sempre descobrir o que vem pela frente, explicou Edson Pereira.

Escola menos famosa de Padre Miguel, a Unidos, entretanto, é a agremiação mais antiga da região, tendo sido fundada antes da Mocidade. A última vez que a vermelho e branco desfilou na elite foi em 1972. Em 2014 ela será a 8ª a desfilar no sábado de carnaval.

 

Comente: