Viradouro aposta na renovação com Marcinho e Alessandra Chagas

0 Flares 0 Flares ×

A Unidos do Viradouro apresentou na noite deste sábado, em feijoada realizada em sua quadra de ensaios, no Barreto, em Niterói, seu novo primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira. Marcinho e Alessandra Chagas chegam com a missão de substituir os experientes Róbson e Ana Paula, que formaram o melhor casal do Grupo de Acesso A na visão dos jurados do Prêmio Estrela do Carnaval em 2011 e foram contratados pela Mocidade. A dupla explicou para o CARNAVALESCO, a responsabilidade de empunhar o pavilhão da escola de Niterói.

– Hoje o coração está batendo mais forte que o normal. Estou muito feliz com a chegada na Viradouro. Temos que fazer um trabalho bonito e forte para trazer a Viradouro de volta ao Grupo Especial. De inicio vamos ensaiar três vezes na semana, depois o ritmo se intensifica.

Marcinho, que é irmão mais novo do consagrado Claudinho da Beija-Flor de Nilópolis, garante que já está se sentindo muito bem na agremiação:

– É uma emoção muito grande fazer parte da família Viradouro. Quero agradecer pela confiança depositada e a comunidade pela forma carinhosa que me recebeu. Podem ter certeza que vou dar meu sangue e colocar a escola no Grupo Especial, lugar onde ela não deveria ter saído – disse Marcinho, que confirmou a presença de Claudinho ao lado do casal no Carnaval 2012.

Ninguém melhor para dar a bênção ao novo casal do Carnaval carioca do que o próprio Claudinho, que esteve presente na apresentação do irmão e falou sobre a sensação de vê-lo ganhar uma nova oportunidade:

– Nós viemos de uma família de sambista. Estou feliz por ter surgido essa grande oportunidade pra ele aqui na Viradouro. É uma grande escola, tem uma comunidade maravilhosa e está sempre buscando títulos. Nada como ver um familiar entrando numa grande escola. Agradeço à diretoria da escola por ter acolhido o meu irmão como um filho.

Como ambos desfilaram no Grupo de Acesso A em 2011, a dupla falou também sobre o polêmico julgamento da Lesga. Alessandra Chagas lembrou que teve pouco tempo para entrosar-se com Diogo Fran, mestre-sala que assumiu o posto na Rocinha no mês de janeiro:

– É complicado falar sobre o julgamento. Para o pouco tempo que tive para dançar com o Diogo até que tivemos um bom resultado, foram três dez. Acredito que as justificativas tiveram algum fundamento.

Marcinho confessou que não percebeu na Avenida o que estava descrito na justificativa de sua nota:

– Na justificativa falaram que a bandeira enrolou em uma cabine e na outra a bandeira esbarrou no chapéu. Em momento nenhum eu percebi isso, mas isso acontece, são coisas do carnaval. Agora estou numa nova escola, com uma nova porta-bandeira.

O presidente Gusttavo Clarão revelou qual foi a intenção da diretoria ao investir na contratação da dupla e elogiou o antigo casal Róbson e Ana Paula:

– A Alessandra é cria da Viradouro. Desde a época que eu tocava aqui via uma grande porta-bandeira. Acompanhei o começo dela. Foi a primeira opção que eu pensei e ela prontamente atendeu. O Marcinho já conhecia do Estácio. O Claudinho me ligou dizendo que ele estava interessado em vir para a Viradouro. Como ele saiu da Estácio, resolvemos contratar porque vi que seria um grande par para a Alessandra. Estamos renovando a Viradouro. Já fizemos isso com os cantores, com a bateria, é sempre bom renovar. Ana Paula e Róbson são excepcionais, um casal de Grupo Especial, se não tivessem recebido proposta estariam tranquilamente na Viradouro.  

O atual presidente deverá se reeleger no dia 22 de maio, quando ocorrerão eleições na Viradouro. Até agora não há outra chapa inscrita no pleito.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×