Viradouro lança CD de seus sambas-enredo com participações de Alcione e Bibi Ferreira

alcione_viradouroA Viradouro lança neste sábado em sua feijoada um ousado e diferenciado projeto musical. Incomum nas escolas de samba, a agremiação gravou um CD com seus sambas antigos mais marcantes, intitulado “Os sambas que vão tocar seu coração”. A escolha de repertório se deu através de votação nas redes sociais da escola. O projeto buscou a fuga do lugar comum e teve participações especiais de Milton Cunha, Quinzinho, Wanderson Brito, Guilherme Lara, Bibi Ferreira, Alcione, Altay Veloso, Dudu Nobre e Dominguinhos do Estácio.

Com uma constelação de sambistas participando do CD, quem obtiver o álbum poderá viajar nos memoráveis sambas que marcam a trajetória de uma das mais meteóricas ascensões da história recente do carnaval. Estão no CD sambas como “Bravíssimo – Dercy Gonçalves, o retrato de um povo” (1991), “A Viradouro canta e conta Bibi – uma homenagem ao Teatro Brasileiro” (2003), “O Alabê de Jerusalém, a saga de Ogundana” (2016), “E a magia da sorte chegou” (1992) e os inesquecíveis “Orfeu, o negro do carnaval” (1998) e “Trevas! Luz! A explosão do universo” (1997).

A reportagem do CARNAVALESCO conversou com o intérprete Zé Paulo, que além de cantar as faixas, também fez a produção do álbum junto de Maurício Antunes. Zé conta que a produção foge totalmente aos padrões adotados em gravações de samba-enredo.

– É um projeto diferenciado. Tentamos buscar um caminho diferente do que já é feito em CDs de samba-enredo. Os arranjos buscam dar uma marca a cada faixa e as participações especiais conferem um molho especial a cada obra contida no CD. Vamos ter Alcione na faixa do Alabê, Dudu Nobre tocando piano no samba de 2014, que é de sua autoria. Convidamos o Quinzinho para cantar Dercy novamente e o Milton Cunha faz uma participação também na faixa. A Bibi Ferreira também participa na obra de 2003. É um CD que conta a história da escola mesmo – destaca Zé Paulo.

Faixas e participações especiais do CD “Os sambas que vão tocar seu coração”

1 – Samba-exaltação
2 – “Bravíssimo – Dercy Gonçalves, o retrato de um povo” , 1991, participações Milton Cunha e Quinzinho
3 – “Arquitetando folias”, 2006, participação José Carlos Monassa
4 – “A Viradouro vira o jogo”, 2007, participação Wanderson Brito
5 – “Pediu pra Pará, parou! Com a Viradouro, eu vou…pro Círio de Nazaré”, 2004, participação Guilherme Lara
6 – “A Viradouro canta e conta Bibi – uma homenagem ao Teatro Brasileiro”, 2003, participações Wanderson Brito e Bibi Ferreira
7 – “O Alabê de Jerusalém, a saga de Ogundana”, 2016, participações Atay Velloso e Alcione
8 – “Anita Garibaldi, heroína das sete magias”, 1999
9 – “Sou da terra de Ismael, Guanabaran, eu vou cruzar…Pra você tiro o chapéu, Rio, eu vim te abraçar”, 2014, participação Dudu Nobre
10 – “E a magia da sorte chegou”, 1992
11 – “E todo menino é um rei”, 2017
12 – “Amor em tom maior”, 1981, participação: Velha Guarda da Viradouro
13 – “Orfeu, o negro do carnaval”, 1998
14 – “Trevas! Luz! A explosão do universo”, 1997, participação: Domiminguinhos do Estácio