Waldir 59 rouba a cena no Viradão de Momo realizado na quadra da São Clemente

Após exibição do filme sobre Paulo da Portela no Viradão de Momo realizado na quadra da São Clemente e da mesa de debates com Helena Theodoro, do Estandarte de Ouro, e Luis Carlos Magalhães, colunista do CARNAVALESCO, o público presente se emocionou com o depoimento do portelense que recordou sua relação com Paulo, aos 10 anos de idade, e mostrou muito boa memória. Ele ainda cantou "à capela" alguns de seus sambas do tempo em que era o principal parceiro de Candeia. Destaque para os diretores da escola que não pouparam elogios ao grande sambista.