Cinco presidentes vão comandar a Acadêmicos do Tatuapé pelos próximos quatro anos. Depois de eleição interna, a agremiação decidiu apostar na copresidência, inovando na gestão de escola de samba. A nova diretoria é composta por Eduardo Santos, que presidiu sozinho a bicampeã do Carnaval paulistano por duas gestões, Erivelto Coelho, Toninho, Edu Sambista e Higor Silva, que antes também assumiam cargos na Direção Executiva.

Foto: Divulgação/Acadêmicos do Tatuapé

O objetivo da Acadêmicos do Tatuapé é dividir responsabilidades entre setores e, desta forma, alcançar resultados melhores, com esforço coletivo. A expectativa é gerar mais eficiência e produtividade nos processos envolvidos na gestão de uma escola de samba.

A Acadêmicos do Tatuapé é a primeira escola de samba a ser copresidida por cinco membros. Nos últimos cinco carnavais, a agremiação só ficou fora do pódio uma vez, em 2019. Seus dois títulos de campeã do Carnaval de São Paulo vieram em 2017 e 2018.

Para 2022, a agremiação aposta no enredo “Preto Velho conta a saga do café num canto de fé”, desenvolvido pelo carnavalesco Wagner Santos, e será a sexta escola a passar pela Avenida na sexta-feira, pelo grupo Especial.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.