A bateria Sintonia de Cavalcante de Mestre Wando fez uma boa apresentação na abertura dos desfiles. Surdos de terceiras deram balanço ao ritmo, além de executarem paradinhas usando duas macetas. As frigideiras no meio da bateria acrescentaram molho, ampliando a sonoridade. Agogôs executaram o desenho rítmico pautados pela melodia do samba. Cuícas corretas preencheram a musicalidade com solidez, bem como a ala de chocalhos segura deu valor sonoro ao ritmo da bateria da Em Cima da Hora.

O naipe de tamborins executou o desenho rítmico com limpeza e exatidão, dando bom volume à parte de frente do ritmo. As paradinhas tiveram boa execução em frente aos módulos de julgadores. Assim como as passagens pelos julgadores ocorreram sem problemas evidenciados na pista de desfile.

A bossa principal da escola, que era mais extensa, foi desmembrada em outras duas, configurando um acerto musical que proporcionou dinamismo ao som produzido pela bateria da tradicional Em Cima da Hora. O destaque musical acabou sendo a paradinha com alusão à batida funk.

Comentários