Com uma temática de enredo de tamanha responsabilidade – “Resistência” – exaltando a cultura negra e toda a sua ancestralidade, abordadando o assunto com afirmação para o seu desfile no Sambódromo da Marques de Sapucaí, o Acadêmicos do Salgueiro apresentou na noite deste sábado (19) para a sua comunidade a sua mais nova musa para o desfile deste ano, a atriz Dandara Mariana, 33 anos, em uma festa com a presença de todos os segmentos da vermelha e branco.

Fotos: Danilo Freitas/Site CARNAVALESCO

Carioca e “cria” do bairro do Grajaú (bairro das intermediações da quadra do Salgueiro) – Dandara vem criando notoriedade em tão pouco tempo com papéis em novelas e minisséries da TV Globo. Sempre com o protagonismo do negro, formando uma personagem ideal ao enredo desenvolvido pelo carnavalesco Alex de Souza.

Sua primeira passagem pela agremiação foi no ano de 2020 ao lado do seu pai. “Eu estou muito feliz com o convite do presidente André Vaz, que é um amor de pessoa e quem me chamou com muito carinho. A escola me deu muito cuidado e afeto. Vai ser um presente cruzar a avenida buscando o título. Desfilar como musa vai ser lindo representando a comunidade”, comentou a atriz.

Ela citou que somará força na mensagem de conscientização que a escola pretende deixar ao público no desfile de 2022: “O Salgueiro sempre traz temas importantes, ele sempre vem falando de religiões de matrizes africanas, acaba sendo resistência. Fazer parte disso como artista, sendo uma filha de um pai que abriu porta para milhões de atores negros e até eu mesma, é lindo demais, e, muito bacana dar continuidade a isso dentro do enredo do Salgueiro. Tudo isso para afirmar que somos reis e rainhas, construimos isso daqui tudo”, afirmou Dandara.

Responsável pela direção de carnaval do Salgueiro, Alexandre Couto, comentou a importância da Dandara vir como musa: “Tijucana, mulher preta e num enredo de resistência, foi o motivo da gente tê-la como musa. Hoje a gente vive num mundo em que a resistência é de todos os lados. A Dandara vem pra abrilhantar mais ainda o desfile, ela vem à frente do último carro alegórico representando toda resistência negra que será abordada em nosso desfile”, explicou.

Comentários