Na tarde de domingo, em sua quadra de ensaios, o Arranco de Dentro definiu o enredo “Zé Espinguela – Chá do meu terreiro”, de autoria do carnavalesco estreante Antonio Gonzaga, como enredo para o Carnaval 2023, que marca a volta da agremiação ao Sambódromo, desfilando pela Série Ouro.

A escola publicou um texto nas redes sociais sobre o enredo de 2023. “Antes de tudo haver, já havia tudo – ou quase tudo: o batuque, os versos, os poetas, o canto, os fundamentos e assentamentos, os pavilhões, a iminência da festa, o cheiro bom da festa, a macumba, as torcidas as cordas de aço, as tias, os santos (todos eles), as fés (todas elas), o barulhinho bom, o disse-me-disse, o zum-zum-zum… A DISPUTA. Havia samba, terreiro e chão. Havia o mundo, havia carnaval.

O evento aconteceu no terreiro de Espinguela, na atual rua Adolfo Bergamini, onde está localizada a quadra do Grêmio Recreativo Escola de Samba Arranco. O nosso chão.

Em 2023, festejando cinquenta anos de sua fundação, o Arranco, guiado por Zé Espinguela, mostrará o nascimento dos desfiles das escolas de samba, filhas de toda África em chão carioca, e seus muitos caminhos até chegar ao maior espetáculo do planeta. É do Engenho de Dentro para o Mundo! De onde viemos, onde chegamos e onde nossa arte pode nos levar. Semente, raiz, tronco e fruto. ZÉ ESPINGUELA — CHÃO DO MEU TERREIRO”.

Comentários