O “Barracão Solidário” realiza, neste domingo, um evento em formato de live, a partir do meio-dia, que contará com a presença de diversos carnavalescos, além de atrações musicais. A transmissão no canal do Youtube do site CARNAVALESCO será feita direto do Complexo Lagoon, na Lagoa, Zona Sul do Rio, e terá apresentação de Milton Cunha, comentarista da TV Globo, e Selminha Sorriso, porta-bandeira da Beija-Flor de Nilópolis. O veículo, parceiro do projeto, conversou com Wagner Gonçalves, um dos idealizadores, que além de falar acerca da live de domingo, fez um balanço da iniciativa até aqui.

“O projeto surgiu na indefinição do carnaval. Eu pensei em construir e estruturar um projeto que amarrasse esses profissionais aos carnavalescos e que criasse soluções e ramificações para além do desfile eles terem rendimento. Tenho contato com uma galera de museu e sondamos como, de alguma forma, poderíamos aproveitar; como a iniciativa privada poderia abraçar esse profissionais; tudo isso na escuridão e na indefinição se haverá desfile em 2021 ou não”, relatou Wagner.

Criado em agosto deste ano, o projeto atua na arrecadação de doações para auxiliar os trabalhadores dos barracões das escolas de samba do Rio, no atual momento de dificuldade, ocasionado pela pandemia do novo coronavírus. “Em um primeiro momento, a gente cadastrou 200 pessoas, mas depois conseguiu abrir para mais 150. A gente juntou o valor arrecadado, que foi cerca de 15 ou 16 mil reais da vaquinha virtual junto com as transferências, com mais as doações que nós recebemos, conseguimos atender 350 pessoas com cesta boa. Entendemos que, algumas cestas do samba, estavam sendo muito frágeis em termos de produtos, então a gente quis entregar uma cesta de qualidade. Afinal, essa mão de obra do carnaval não é uma mão de obra miserável, é uma mão de obra que trabalha, que geralmente equaciona seu rendimento nos seis meses que o carnaval se produz e estica esse rendimento pelos outros seis meses, e isso, por conta da pandemia, foi diretamente impactado. Quem começa a produzir a partir de agosto até fevereiro já perdeu três meses desse rendimento, por exemplo. E provavelmente não vamos ter nenhuma atividade até dezembro”, explicou.

De acordo com Wagner, eventos como a live de domingo não só tem o intuito de angariar recursos para manutenção do projeto, mas também tem de obter valores que possibilitem a expansão do número de beneficiados. “A intenção é arrecadar um valor que a gente consiga, para novembro ou início de dezembro, cumprir essa arrecadação de distribuir 350 cestas no formato da que já distribuímos, que é uma cesta boa, para as 350 pessoas cadastradas. À medida que esta arrecadação superar o valor estipulado, a gente abre o cadastro novamente, que já tem uma fila de espera, algumas pessoas procurando, que ficaram sabendo depois, e que entraram em contato”, contou.

E para angariar estes recursos, um dos destaques da live de domingo será o leilão de duas obras feitas por dois dos maiores nomes do carnaval carioca. A primeira peça trata-se de um desenho emoldurado de uma das alegorias do desfile do Salgueiro de 2003, feito pelo carnavalesco Renato Lage, no ano em que a Vermelho e Branco comemorou 50 anos de fundação. A segunda é o desenho de um figurino criado pela carnavalesca Rosa Magalhães para a Estácio de Sá em 2020.

“A ideia foi do Leandro Vieira. Eu falei que queria a obra de alguns carnavalescos e aí eu pedi uma dele, pedi uma do Paulo Barros, mas não sabia qual critério usar. Precisava de duas ou três, no máximo. Foi então que o Leandro sugeriu de pedir ao Renato e a Rosa, porque eles resumem todo mundo. Graças a Deus eles toparam e a gente espera que esse negócio seja bem-sucedido, no sentido de que as pessoas reconheçam o valor afetivo e o valor histórico cultural dessas obras, além da qualidade técnica, artística e de carreira desses profissionais”, revelou Wagner Gonçalves.

Outro momento que pretende ser de destaque no evento será a reunião de carnavalescos. “O grande barato é que a gente vai levar o máximo que puder. Convidei 14 e 8 já aceitaram. Vamos reunir todos em uma conversa, mediada pelo Milton Cunha e pela Selminha Sorriso, para falar sobre quais são as expectativas, em que pé estão os projetos, e assim cada comunidade tem acesso a posição do seu carnavalesco”, explicou Wagner.

Já na parte musical, a live terá a participação especial da cantora e compositora Teresa Cristina, além das apresentações dos intérpretes Gilsinho (Portela), Marquinho Art’ Samba (Mangueira), Wantuir (Unidos da Tijuca), Emerson Dias (Salgueiro), e Serginho do Porto (Estácio). “A adesão ao projeto foi muito boa. As pessoas se solidarizaram com a proposta e participou gente que eu nunca imaginei que pudesse participar. A Sabrina (Sato, apresentadora) virou madrinha do projeto e vai estar com a gente na live de domingo”, antecipou Wagner Gonçalves.

E apesar da live deste domingo ser considerada o encerramento da campanha, não significa o fim totalmente do trabalho em prol dos profissionais da área. “Vamos procurar estruturar e pensar na possibilidade de se discutir com todos os carnavalescos, já que o desfile foi adiado, da gente tentar montar um projeto bem elaborado e fazer algo na data do carnaval dentro das medidas possíveis: sanitárias, estruturais e comportamentais. O que for possível para não deixar essa data passar em branco. Pode ser uma intervenção, uma instalação, existe uma série de possibilidades que eu pretendo discutir ainda com os meus colegas carnavalescos”, garantiu Wagner

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui