A escola de samba Inocentes de Belford Roxo promete inovar no desfile da Sapucaí neste carnaval. É que a agremiação vai trazer uma profissional para interpretar o samba-enredo na linguagem de sinais: a professora Tereza Cristina, de 35 anos, vai ser a responsável pela novidade e virá a frente dos ritmistas do mestre Washington Paz.

“Não poderia ficar de fora de um trabalho pioneiro, além de ser um tema que me fascina e uma razão ainda maior do que a própria festa, que é a inclusão social”, destaca a intérprete.

Tereza vai ter a missão de comandar oito mulheres que darão vozes a emoção de um desfile de uma escola de samba para o público com deficiência auditiva.

“Fazer parte deste espetáculo é maravilhoso e vai ser um desafio levar a mesma emoção ao público surdo. Essa é a igualdade que deveria ter em todos os lugares. Os deficientes auditivos sendo representados na maior festa popular do mundo”, ressalta Tereza.

No mercado de intérprete de Libras há dez anos, a professora teve o primeiro contato com a ‘linguagem dos sinais’ em outro momento.

“Foi ainda na época da faculdade de Direito. Ali eu dei meus primeiros passos nos trabalhos de tradução, juntamente com o de professora. E nos últimos anos tenho percebido que a procura pelo curso de Libras tem ganho mais adeptos”, esclarece a intérprete, que se divide nas funções de advogada e professora de Libras atualmente.

Reta final

Faltando um mês para o desfile, a professora e a equipe tem ensaiado semanalmente para ajustar todos os detalhes para o dia do desfile. A Inocentes de Belford Roxo vai ser segunda escola a pisar na Sapucaí no sábado, dia 22 de Fevereiro, nos desfiles do Carnaval Carioca com o enredo “Marta do Brasil, Chorar no começo para sorrir no fim’, do carnavalesco Jorge Caribé.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui