COMPOSITOR: Jorge Aila

ALTIVA VOZ
COMUNIDADE ABRIU A PORTA DA SENZALA
E REIVINDICA O SEU LUGAR DE FALA
SER RESPEITADA PELA “ALVA” ERUDIÇÃO
SOU PORTA VOZ… DO MATIZADO SOCIAL
ME VI BORDADO SOB OS MOLDES DA OPRESSÃO
FORJADO EM PALHA TRAÇO A LIBERTAÇÃO
QUILOMBO DO ARDOR DA JUSTIÇA
O POVO NAS TRINCHEIRAS PRA IMANAR
AS MENTES TÃO VIOLENTADAS, HOJE ENCORAJADAS,
VÃO SE LEVANTAR

MEU DIPLOMA FOI TALHADO NO BAOBÁ
O MEU TRONCO É RESISTÊNCIA, É LUTA
AUÊ AUÊ VEM VENCER NO CATIVEIRO
REESCREVE A SUA HISTÓRIA E DO NEGRO BRASILEIRO

ILUMINA O AIÊ
A VOZ DO CANTOR VEM ECOAR
NO SEU BAILADO, UM SORRISO, UM LINDO PAR
COMUNIDADE ATRAVÉS DE GERAÇÕES
PELE É REI, CABANA SENHOR
LEGADO NEGRO QUE O MUNDO NOS DEIXOU
LUTHER KING O NOBEL DA PAZ
MANDELA E TANTOS AFROS NOS ANAIS

VAI REVOAR (LÁLÁLÁ) O MEU ÉBANO ESPELHA O AGÔ
NO TERREIRO UM BEIJA-FLOR VEM SEMEAR
LIÇÕES QUE O POVO PRETO ENSINOU
VAI RESSOAR E DESPERTAR
A CONSCIÊNCIA DE QUEM HOUVE O MEU TAMBOR

VOU EXALTAR O CHÃO DA MINHA ESCOLHA
É “COISA DE PRETO” MOSTRAR O SEU VALOR
EMPRETECER O PENSAMENTO É ATITUDE
SOU BEIJA-FLOR (EU SOU)
A GUARDIÃ DA NOSSA NEGRITUDE

Comentários