Depois da 11° colocação no carnaval de 2019, pode se dizer que para o próximo ano, a Beija-Flor virá muito determinada para mudar esse panorama. Encerrando o desfile na segunda feira, a escola também confia em repetir o retrospecto que sempre lhe deu a vitória quando foi a última escola a desfilar no Especial.

Recuperado de uma pequena cirurgia, Neguinho apenas participou da etapa final das gravações na Companhia dos Técnicos, colocando a voz oficial do samba de 2020. Durante a gravação da voz que guiaria os instrumentos, o cantor Bakaninha representou o time de intérpretes da Beija-Flor ressaltando a importância do intérprete oficial para abrilhantar ainda mais a obra de 2020.

“É uma gratificação muito grande representar o carro de som comandado pelo Neguinho que está se recuperando de uma cirurgia, mas que colocou sua voz na gravação oficial e se Deus quiser esse samba maravilhoso vai nos ajudar a conquistar nosso objetivo que é o título”.

O músico Rafael Prates, responsável pelos arranjos para a faixa da escola, já esteve na mesma função em 2018 ano do último título e revelou o apelido de “pé quente” em relação à Deusa da Passarela.

“Em 2018, eu era um dos compositores do samba e fui chamado para fazer os arranjos. A escola terminou com o título e fui chamado de novo este ano, e até falaram de ‘pé quente’ (risos). No arranjo coloquei tudo encaixado na melodia, tem muito diálogo entre o violão de sete cordas e o cavaquinho. Voltei a origem, a parte mais musical do CD, pois é álbum comercializado no mundo todo, tem que ser um arranjo para qualquer um tocar. Na Beija-Flor é a única faixa com a introdução de cavaquinho. E tem uns vocais na romaria, um trabalho de coro em algumas partes”.

Para a gravação do CD, o diretor de carnaval Dudu Azevedo contou um pouco de como a escola se preparou para fazer um bonito trabalho.

“Todo mundo já firme para fazer essa gravação. Ficamos o final de semana ensaiando para essa gravação, fizemos uma reunião com a nossa diretoria, todo mundo cantando. Está aí nosso carro de som, pode ter certeza que nós vamos seduzir e encantar todo mundo que ouvir o samba da Beija-Flor”.

Já Mestre Rodney valorizou muito a melodia do samba, ressaltando a facilidade que a obra vai dar para bateria fazer bossas e convenções.

“Nós preparamos algumas convenções aproveitando o que o samba tem de melhor que é a melodia, um samba muito rico. Acho que está legal, o bom gosto que é de praxe da nossa bateria. Pode ter certeza que está bonito. A gente vai assimilando melhor e cada vez que a gente escuta a gente vai criando mais, aguardem a faixa da Beija-Flor”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui